24 de mai de 2018

Deadpool 2 (2018) - Crítica

"Nesse filme eu morro também" - Deadpool 2

Deadpool 2 finalmente estreou no Brasil e já é aclamado pelos fãs da Marvel como uma das melhores sequências de filmes de super-heróis já feitas, e não é atoa... O longa nos presenteia com uma fidelidade extrema aos quadrinhos do herói, com toda violência, humor negro e testosterona que só um filme R-Rated pode nos fornecer!

Uma pequena polêmica foi gerada por conta da classificação 18 anos no Brasil que rapidamente foi alterada pra 16, e sinceramente, o filme é tão "pesado" assim? Não! Ele é realmente violento, visceral, cheio de palavrões e coisas do tipo, mas nada impactante no nível dramático da narrativa! Toda violência está ali pra nos fazer rir, e não pra nos chocar como Gaspar Noé faz em seus filmes.

Ryan Reynolds está novamente sensacional no papel de Deadpool, que é seu personagem favorito da Marvel e agora podemos dizer com certeza que Reynolds encontrou seu lugar ao sol assim como Hugh Jackman encontrou o dele com o Wolverine. Simplesmente cai como uma luva! O elenco de suporte não faz feio também, apesar de grande parte estar no filme apenas pra ajudar a vende-lo, como por exemplo, Terry Crews como parte da X-Forte, hehehe.

Josh Brolin entrou pra história como o segundo ator de todos os tempos a interpretar dois personagens diferentes da Marvel no cinema, pois o primeiro foi Chris Evans com Tocha Humana e Capitão América. Brolin foi um excelente Thanos e aqui em Deadpool 2 não faz feio como Cable, um vilão forte, dedicado e sem frescuras, com várias e várias frases de efeito marcantes, e obviamente, o personagem tem um plot twist incrível perto do fim.

O fim tem pontos negativos? Infelizmente, sim... O filme pode ser divertido e valer o ingresso, mas quem procura algo diferente do que foi visto no primeiro, talvez saia decepcionado, pois Deadpool 2 é apenas uma extensão do primeiro filme com todos os detalhes ampliados. 

E assim como quase TODOS os filmes da Marvel, vale MUITO a pena esperar as cenas pós-créditos, que são talvez as melhores já feitas!

Nenhum comentário: