27 de abr de 2017

Grupo XIX de Teatro faz apresentação especial de Hygiene no aniversário de 100 anos da Vila Maria Zélia, dia 6 de maio






Link para fotos - http://migre.me/wvgsk
Crédito: Jonatas Marques



No dia 6 de maioa Maria Zélia, antiga vila operária da região do bairro do Belenzinho, completa 100 anos. A vila, tombada pelo Patrimônio Histórico em 1992, conserva ainda parte de sua arquitetura original. É nos casarões, ruas e escolas desativadas que o Grupo XIX de Teatro apresenta suas peças, desde 2004, quando firmou uma residência artística num intenso processo de pesquisa, difusão e formação graças ao trabalho contínuo do grupo em colaboração com a comunidade. 

Para celebrar o centenário da vila, o grupo apresenta o espetáculo Hygienedia 6 de maio, sábado, às 11h, com entrada gratuita.

Encenada à luz do dia, Hygiene é baseada em uma pesquisa sobre o processo de higienização urbana no Brasil do final do século 19, onde um grande contingente de culturas e ideias dividem o mesmo teto – o cortiço. A peça faz uma reflexão sobre o momento histórico em que o Brasil se construía numa velocidade acelerada recebendo diariamente milhares de imigrantes. Desse caldeirão de misturas surgem os embriões de importantes manifestações de nossa identidade, assim como as desigualdades sociais que marcam profundamente os nossos dilemas atuais.

Contando a história de operários, imigrantes, lavadeiras, meretrizes, ex-escravos, curandeiros, comerciantes do Rio de Janeiro da virada para século 20, quando a habitação virou uma questão pública e a sociedade, inspirada por modelos urbanos europeus, resolve por em prática a ideia de uma casa uni familiar, oGrupo XIX traz à tona as características que marcaram profundamente a construção da identidade brasileira. O samba, o sincretismo religioso, as lutas operárias, entre outras manifestações socioculturais tiveram seus embriões gerados nessas habitações coletivas.

Por esta peça o grupo foi indicado ao prêmio Shell de Teatro – 2005 e ao Prêmio Bravo! Prime de Cultura como um dos três melhores espetáculos do ano e foi premiado como melhor espetáculo no Prêmio Qualidade Brasil 2005 – São Paulo. 

Sobre o Grupo XIX de Teatro
grupo XIX de teatro tem um trabalho contínuo de 15 anos, com pesquisa temática voltada para a história brasileira, uma pesquisa estética de exploração de prédios históricos como espaços cênicos e uma investigação sobre a participação ativa do público. O grupo montou 5 espetáculo com dramaturgia inédita – todos em repertório até hoje - HysteriaHygieneArrufos, Marcha para Zenturo (em parceria com o Grupo Espanca), Nada aconteceu, Tudo Acontece, Tudo Está Acontecendo Estrada do Sul (em parceria com o Teatro dell’argine, da Itália).
Desde 2004, o grupo realiza residência artística, na tombada Vila Operária Maria Zélia, no Belém, em São Paulo. Em 2005 o grupo foi indicado ao Prêmio Shell de Teatro na categoria especial pela intervenção artística na Vila Maria Zélia. Ao longo de sua trajetória o grupo acumula entre prêmios e indicações mais de 15 menções nos principais prêmios do país: Shell, APCA, Cooperativa Paulista de Teatro, Bravo!, Qualidade Brasil entre outros. 
O grupo também tem uma relevante trajetória internacional, realizando as suas peças não só na língua portuguesa como também em francês, inglês e italiano. O grupo já percorreu no exterior 21 cidades em 5 países (Europa: Portugal, Inglaterra, Itália e França; África: Cabo Verde). No primeiro semestre de 2005, o grupo cumpriu uma temporada de dois meses de Hysteria por 8 cidades francesas por ocasião do “L’année du Brésil en France”. Em junho de 2008 a peça cumpriu temporada no renomado Barbican Center de Londres na Inglaterra e, em 2009 o grupo foi convidado pelo Contact de Manchester para dirigir o espetáculo de formatura da instituição.
Em 2012, o Grupo participou da mostra São Palco, idealizada pelo O Teatrão, em Coimbra, Portugal e participou do Festival La scenna dell’incontro, em Bologna, Itália em parceria com o ITC e o Teatro dell’Arginne. Em 2013 o grupo participou do Ano do Brasil em Portugal por 5 cidades. 

As longas temporadas das peças do Grupo XIX colocaram a Vila Maria Zélia no mapa Cultural Brasileiro. Prova maior disso é que hoje outros coletivos, inclusive de outras cidades, também cumprem suas temporadas no local. Este movimento tem impulsionado ainda mais um outro importante projeto do grupo: Os Núcleos de Pesquisa. 

Os Núcleos são coletivos formados a partir de seleções que já chegaram a atingir o número de 400 inscritos, que ao longo do ano, sob a orientação dos artistas do grupo XIX de teatro, desenvolvem diversas pesquisas nas áreas de atuação, direção, dramaturgia, corpo e direção de arte. No total mais de 1000 artistas já participaram destas atividades e delas têm surgido novos coletivos teatrais de destaque como o Teatro da Travessia, Teatro do Fubá, dentre outros.

Atualmente o grupo desenvolve o projeto A estufa e a Cidade contemplado pela Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. Neste projeto o grupo parte do romance Mrs Dalloway, de Virgínia Wolf tomando sua estrutura em deriva para lançar um olhar sobre a cidade de São Paulo.  O grupo também está em fase de ensaio de seu primeiro infantil, Hoje o Escuro Vai Atrasar, com dramaturgia inédita de Ronaldo Serruya, livremente inspirado no livro De Repente nas Profundezas do Bosque, de Amóz Ós.

FICHA TÉCNICA:
Direção: Luiz Fernando Marques. Pesquisa e Criação: Grupo XIX de Teatro. Elenco: Janaina Leite, Juliana Sanches, Paulo Celestino, Rodolfo Amorim, Ronaldo Serruya e Tatiana Caltabiano. Figurinos: Renato Bolelli. Contrarregra: Luciano Morgado. Produção Executiva: Vanessa Candela. Produção: Grupo XIX de Teatro.Assessoria  de  Imprensa:  Adriana  Balsanelli.  Produtor MultimídiaJonatas Marques. Mais informações: www.facebook.com/grupoxixdeteatro

Serviço:
HYGIENE – Dia 6 de maio, Sábado, às 11h, na Vila Maria Zélia.
Duração: 80 minutos. Classificação: Livre. Capacidade: 80 lugares.
Ingressos: Grátis. Na bilheteria com 1 hora de antecedência. Em caso de chuva não haverá espetáculo. Esta atividade é publica e gratuita garantida pela Lei de Fomento ao Teatro para cidade de São Paulo.

Vila Maria Zélia - Rua Mário Costa 13 (Entre as ruas Cachoeira e dos Prazeres) – Belém. Telefone – (11) 2081-4647. Acesso para deficientes físicos. Informações, de terça a sexta-feira das 14 às 18h ou pelo e-mail faleconosco@grupoxix.com.br.Estacionamento: gratuito.



SnapChat : Podcultura
-- 
 
 

Sandra Camillo
Editora Chefe
https://www.facebook.com/sandra.camillo

Nenhum comentário: