13 de jun de 2015

"Making Sound, rede social que facilita a contratação no segmento cultural, estreia em agosto"






Nova ferramenta permite que artistas e partes contratantes pesquisem e negociem entre si
A Making Sound, nova empresa do setor de entretenimento, lança uma plataforma, que leva o seu nome e é similar às redes sociais, para facilitar a comunicação e a negociação entre os artistas e as empresas contratantes. As informações e os trabalhos dos profissionais das artes podem ser divulgados no site e consultados pelas empresas através de filtros e métricas.

A ideia surgiu com o diretor executivo da agência Making Comunicação, Arian Tokuda, que percebeu a necessidade de uma ferramenta interativa, “Notei que muitas contratações não eram finalizadas por não haver um meio facilitador entre as duas pontas, tanto para a empresa conhecer e entrar em contato com o artista, quanto para que as informações certas fossem transmitidas ao estabelecimento contratante, assim, desenvolvemos esta plataforma que contribuirá para o mercado de entretenimento a nível nacional” explica Tokuda.

O cadastro na plataforma é feito em três diferentes categorias. No perfil corporativo, gratuito, os gestores e empregadores culturais, como bares, casas noturnas e de espetáculos, agências de modelo e publicidade, podem pesquisar e acessar os materiais institucionais, tais como releases, fotos, vídeos, agenda e orçamentos dos artistas que são inseridos em sua própria página no site. Além disso, conseguem enviar mensagens pelo chat online e interagir com os perfis artísticos e empresariais. A Making Sound também conta com o apoio de informadores, pessoas aptas a irem até as empresas contratantes para apresentar a plataforma e fazer o cadastro na nova rede social.

Os artistas profissionais e amadores do segmento de artes cênicas (cinema, dança e teatro), audiovisual, música, artes visuais e integradas podem fazer a sua inscrição mediante taxa mensal de acordo com o plano escolhido. A Making Sound oferece três opções:

Iniciando seu caminho: é o plano mais básico que a startup oferece. Indicado aos artistas iniciantes, o perfil permite o acesso à área de contratantes, possibilita carregar arquivos de até 350mb em sua página no site, receber notificações e mensagens das empresas cadastradas e relacionar-se com outros perfis artísticos.

Fazendo do seu hobby, um negócio: como uma opção intermediária, possui as mesmas vantagens do plano básico, mas conta como diferencial o acréscimo de um botão, o qual aciona o contratante via inbox sobre o interesse do artista. Posteriormente a empresa também poderá fazer o download dos até 500mb de arquivos do mesmo.

Making Sound, sua plataforma de trabalho: como a opção mais completa que a companhia oferece, dispõe dos benefícios dos planos anteriores, mas apresenta como um novo recurso a opção multiperfil aos artistas que tenham mais de uma diretriz de carreira. A empresa ainda disponibiliza neste plano a possibilidade de inclusão dos materiais destes profissionais em suas propagandas institucionais.

Como promover a cultura é um dos valores da Making Sound, as pessoas também podem fazer um perfil público sem o vínculo artístico ou corporativo. Assim, com o objetivo de descobrir e acompanhar novos nomes ou apenas por gostar do tema, a startup também dá a oportunidade para que a sociedade acompanhe as notícias e os meios de entretenimento do segmento.
A pré- inscrição na plataforma já está disponível no site: www.makingsound.com.br.

Sobre a Making Sound:
Formada pelos empresários do segmento de comunicação e de contabilidade, Arian Tokuda e Carlos Lopes, a Making Sound, conta com um background de empreendedorismo, como a Making Comunicação, agência voltada ao marketing de negócio, a Toro Technology Group Brazil, que proporciona maneiras inovadoras e tecnológicas, como a holografia 3D para divulgar diferentes marcas, a Dataconsult Contabilidade e a Totem Capital Investimentos.

Nenhum comentário: