18 de dez de 2014

O seu bichinho de estimação já tem plano de saúde?


O seu bichinho de estimação já tem plano de saúde?
De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) o Brasil ocupa o 2º lugar no hanking de investimentos pet, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

O mercado pet já representa 0,34% do PIB brasileiro, à frente dos setores de geladeiras e freezers, componentes eletroeletrônicos e produtos de beleza. Sim, os números são altos, e a estimativa é de que o mercado brasileiro deve atingir um faturamento de R$ 16,47 bilhões. Mas, mesmo diante desses investimentos o segmento de planos de saúde para pets ainda é um campo desconhecido para muitos tutores.
A importância dos cães e gatos na sociedade atual é cada vez maior. Ao longo dos anos assumiram o papel de membros da família. A questão é que segundo o consultor Jefferson Braga da PetConsult, o brasileiro ainda está muito voltado para os gastos com a estética e se esquecem que os pets também precisam de cuidados com a saúde para que tenham uma vida repleta de amor, carinho, e qualidade de vida.
Atualmente o Brasil já conta com algumas empresas que ao perceber essa lacuna no mercado, hoje oferecem planos de saúde para cães e gatos. A idéia é que através da prevenção o mercado brasileiro possa avançar para aumentar benefícios e diminuir custos. “A medicina veterinária vem evoluindo rapidamente nos últimos anos, mas, em média, os pets costumam passar apenas por duas consultas aoano. Pela pequena escala que esse sistema possui, e pela falta de planejamento financeiro voltado à saúde dos pets, os tutores acabam não tendo recursos para arcar com os tratamentos e exames mais sofisticados, justamente no momento em que mais precisam. Quando existe uma movimentação, ou seja, quando existe a prevenção estimulando o uso de equipamentos, consultas e exames, os custos passam a cair e com isso, pets e seus tutores passam a ter mais chances de uma história com final feliz”, afirma Dr. Dr. Fernando Leibel, médico, especializado em Terapia Intensiva e Analise de Sistemas pela PUC e um grande apaixonado por pets, que há três meses criou a Health for Pet, empresa brasileira que oferece diversos tipos de planos de saúde. Do básico ao mais completo.
De acordo com matéria publicada pelo Jornal Folha de São Paulo em 29 de setembro, Nelo Marraccinni Neto, vice-presidente do Instituto Pet Brasil afirma que os planos de saúde devem crescer nos próximos anos, seguindo a tendência dos EUA, porém, o Brasil ainda enfrenta o desafio de conseguir reconhecimento dos hospitais, veterinários e clientes, problema este que a Heath for Pet vem driblando com facilidade ao mostrar sua seriedade e diferencial.
A empresa reservou três novidades que integram as ‘características de pedigree’ através dos serviços exclusivos.
1 -  PetHome, um serviço exclusivo que leva o melhor da medicina veterinária à residência do cliente, sempre com uma equipe de veterinários experientes. Além de trazer praticidade no atendimento, estimula o relacionamento entre veterinário e tutores. Atualmente são cerca de 80 veterinários credenciados para oferecer este serviço.
2 - PetPhone. Serviço de atendimento telefônico 24 horas, com uma equipe de profissionais treinada e preparada para fornecer informações sobre a saúde do pet para as mais diferentes situações.
3 – Digipet. Todos os veterinários, clínicas e hospitais credenciados recebem o DigiPet, que nada mais é do que um tablet configurado com um software personalizado que permite que todas as informações fiquem armazenadas em um arquivo eletrônico: vacinas, procedimentos, resultados de exames clínicos e por imagem, cirurgias e todo histórico veterinário. Essa inovação, utilizada hoje nos melhores hospitais do mundo, representa agilidade e segurança.
Com apenas três meses de funcionamento, a empresa que atende toda a grande São Paulo conta com cerca de 500 e está se expandindo aos poucos para todo o Estado de São Paulo e em 2015 pretende estabelecer-se no Rio de Janeiro também. Além disso, Leibel pretende alcançar 100 mil pets cadastrados em até cinco anos e a partir desse crescimento poder oferecer benefícios e convênios diferenciados para ONGS e serviços de proteção animal, que tanto precisam de apoio.
Conscientização - O que se propõe então é que tutores utilizem o melhor da medicina veterinária para permitir aos Pets uma vida mais longa, saudável e feliz muitas vezes com custos que cabem no bolso. Existem planos no mercado que variam de R$50,00 a R$300,00 e que cobram desde o básico como consultas, exames, vacinas, procedimentos ambulatoriais, incluindo urgências e emergências até mesmo riscos maiores, internações, pareceres de especialistas, exames laboratoriais, exames de imagem, cirurgias e reembolso para serviços realizados fora da rede credenciada.
É preciso ter em mente que se os pets assumiram o papel de membros da família devemos dar à saúde deles a mesma atenção que damos – ou deveríamos – dar a nossa saúde. Sendo assim, a dica é sempre prevenir.
Em média, cães e gatos vivem em torno 13 anos, e dentro de 95% de um tempo de vida considerável saudável, costumam passar apenas por duas consultas ao ano.
Estimular a prevenção é apoiar a medicina veterinária a ter mais recursos para investir em profissionais e equipamentos promovendo um ciclo positivo de melhora dos serviços e fazendo com que as conseqüências sejam altamente positivas para a vida dos nossos bichinhos.

Portal - www.podcultura.com.br
Blog - http://podcultura.blogspot.com.br
Facebook - https://www.facebook.com/podcultura
Grupo do Face - https://www.facebook.com/groups/podculturaNovo grupo Aberto - https://www.facebook.com/groups/355931981131738/
Twitter - http://twitter.com/podcultura
Instagram - http://instagram.com/podcultura
Pinterest - www.pinterest.com/podcultura/
--

Sandra Camillo
Editora Chefe
https://www.facebook.com/sandra.camillo

Nenhum comentário: