25 de out de 2014

9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul





De 3 de novembro a 20 de dezembro, 41 filmes promovem reflexões sobre os Direitos Humanos em salas de todo o país

Inspirada nos 50 anos do golpe civil-militar, a 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul será realizada de 3 de novembro a 20 de dezembro nas 26 capitais e no Distrito Federal, e em 1.000 pontos culturais fora das capitais urbanas entre janeiro e março de 2015. O evento traz também outros debates acerca dos direitos humanos, com filmes que abordam temas como população LGBT e enfrentamento da homofobia, questões culturais e territoriais da população indígena, direitos da pessoa com deficiência, entre outros. As sessões serão: “Mostra Competitiva”, “Mostra Memória e Verdade”, “Mostra Homenagem Lúcia Murat” e “Sessão Inventar com a Diferença”.
Com entrada franca, a 9ª Mostra exibe ao todo 41 filmes, todos com sistema closed caption e sessões que incluem audiodescrição, voltadas para pessoas com deficiência visual. A realização é da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), em parceria com o Ministério da Cultura (MinC) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), com o apoio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e Fundação Euclides da Cunha, além do patrocínio da Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
“Mostra Memória e Verdade” é uma das exibições voltadas ao golpe de 1964, abordando questões sobre a ditadura e os contornos políticos do período. Os documentários “Setenta” (2013), de Emilia Silveira Brasil, e “Cabra Marcado para Morrer” (1984), de Eduardo Coutinho, estão entre as escolhas da curadoria.
A homenageada da 9ª edição do evento, a cineasta carioca Lúcia Murat, também segue o debate em torno dos anos de chumbo com um pequeno panorama de sua produção cinematográfica incluída na “Homenagem Lúcia Murat”. A convidada esteve envolvida com os movimentos políticos de resistência ao golpe, foi presa em 1971, e levou suas experiências para as telas do cinema com o fim da ditadura, após 1985. “O Brasil é uma marca constante na carreira de Lúcia Murat. Visto pela ótica estrangeira, dissecado em sua História remota ou contemporânea, nosso país vem ganhando um retrato complexo, amoroso e doloroso nos filmes de uma cineasta que é mais do que merecedora desta homenagem”, opina Rafael de Luna Freire, coordenador da mostra.
A novidade que o evento traz em 2014 são filmes produzidos não só na América do Sul, como nos outros anos, mas também em países do Hemisfério Sul, como Egito e Jordânia. A “Mostra Competitiva” com 24 longas, médias e curtas-metragens, em que as plateias elegem os melhores filmes através de votação popular, é destaque na programação, assim como a “Sessão Inventar com a Diferença”. Esta sessão exibe filmes-carta produzidos por alunos de escolas públicas do país que participaram do projeto “Inventar com a Diferença”, que levou cinema e direitos humanos para cerca de 300 escolas no primeiro semestre de 2014. O documentário “Pelas Janelas”, produzido por alunos da UFF a respeito do Inventar, também ganhará primeira projeção pública na sessão.
 “Compreendendo que, para avançar na realização progressiva dos Direitos Humanos, é necessário aprofundar o debate. Esperamos que esta mostra contribua para a construção de uma cultura de respeito e valorização das diferenças”, aposta Ideli Salvatti, ministra da SDH/PR.

Programação da 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul

- Mostra Competitiva
A “Mostra Competitiva” da 9ª edição do evento abre pela primeira vez a seleção para filmes do Hemisfério Sul, entendendo que o Hemisfério Sul privilegia um recorte mais político do que a simples divisão feita pela Linha do Equador. Com isso, há filmes do Egito, da Índia (pensando nas afinidades geopolíticas e não só na localização geográfica), da Jordânia e de diversos países latino-americanos.

Lista de filmes:
1. “6 Cups of Chai”, de  Laila Khan, Índia, 7’
2. “A Morte de Jaime Roldós”, de Lisandra I. Rivera, Manolo Sarmiento, Equador/Argentina, 125’
3. “A Vizinhança do Tigre”*, Affonso Uchoa, Brasil, 95’ (com audiodescrição)
4. “Ameaçados”, de Júlia Mariano, Brasil, 22’
5. “As Crianças de Chocó”, de Rolando Vargas, Colômbia, 24’.
6. “Cesó la Horrible Noche”, de Ricardo Restrepo, Colômbia, 25’
7. “Galus Galus”, de Clarissa Duque, Venezuela, 12’
8. “Growing”, de Tariq Rimawi, Jordânia, 5’ 
9. “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, Daniel Ribeiro, Brasil 96’ (com audiodescrição)
10. “La Jaula de Oro”, de Diego Quemada-Diez, México, 108’
11. “Jessy”, de Paula Lice, Rodrigo Luna e Ronei Jorge, Brasil, 15’
12. “Mataram meu Irmão”, de Cristiano Burlan, Brasil, 77’  
13. “O Mercado de Notícias”, de Jorge Furtado, Brasil, 94’
14. “Meu Amigo Nietzsche”, de Fáuston da Silva, Brasil, 15’ 
15. “Mohamed Mahmoud”, Herald dos Revolucionários, de Ines Marzouk, Egito, 11’
16. “Polinter”, de Dafne Capella, Brasil, 56’ 
17. “Quilombo da Família Silva”, de Sérgio Valentim, Brasil, 15’
18. “Requília”, de Renata Diniz, Brasil, 15’53”
29. “Rio Cigano”*, de Júlia Zakia, Brasil, 80’ (com audiodescrição)
20. “Sanã”, de Marcos Pimentel, Brasil, 18’ 
21. “Sophia”, de Kennel Rógis, Brasil, 15’ (com audiodescrição)
22. “Tejo Mar”, de Benard Lessa,Brasil, 20’
23. “Tomou Café e Esperou”, de Emiliano Cunha, Brasil, 12’ 
24. “Yvy Maraey, Las Tierras Sin Mal”, Juan Carlos Valdívia, Bolívia, 105’

- Mostra Memória e Verdade
A Mostra também busca refletir sobre esse tema tão crucial para o país. Reunidos em quatro sessões, os cinco filmes que serão exibidos abordam diferentes maneiras de filmar acontecimentos políticos dos anos de chumbo.

Lista de filmes: 1. “Ação entre Amigos” (1998), de Beto Brant
 2.“O Dia em que Dorival Encarou a Guarda”, (1986), de Jorge Furtado e José Pedro Goulart Brasil
 3.“Cabra Marcado para Morrer”* (1984), de Eduardo Coutinho
 4.“Cidadão Boilesen” (2009), de Chaim Litewski
 5.“Setenta” (2013), Emilia Silveira

- Mostra Homenagem Lúcia Murat
Lúcia Murat é uma das cineastas brasileiras que estiveram envolvidas com os movimentos políticos de resistência ao golpe. Presa em 1971, levou suas experiências com a tortura e o encarceramento para as telas na carreira que viria a desenvolver após o fim da ditadura.

Lista de filmes:
 1.“Que Bom te Ver Viva”* (1989), de Lúcia Murat
 2.“Doces Poderes” (1996), de Lúcia Murat
 3.“Brava Gente Brasileira” (2000), de Lúcia Murat
 4.“Uma Longa Viagem” (2011), de Lúcia Murat

- Sessão Inventar com a Diferença
Durante o primeiro semestre de 2014, cerca de 300 escolas públicas do país vivenciaram uma experiência singular com o cinema e a produção de imagens pelo projeto Inventar com a Diferença. Com uma equipe atuante em cada um dos 27 estados brasileiros, o projeto agrega mais de 500 profissionais, entre coordenadores, mediadores e professores, possibilitando a quase 4 mil estudantes ver e fazer cinema, aproximando-se dos direitos humanos através do audiovisual.

Lista de filmes: 1.“Pelas Janelas”* (2014), documentário produzido por alunos da UFF  Carol Perdigão, Guilherme Farkas, Sofia Maldonado e Will Domingos 
2. Filmes-carta produzidos por alunos nos municípios de Recife (PE), Pirenópolis (GO), Florianópolis (SC), Niterói (RJ), Belém (PA), Conde (PB) e Aracaju (SE)

Serviço:
9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul
Data: 
3 de novembro a 20 de dezembro de 2014
Locais: 26 capitais do país, Distrito Federal e em até 1000 pontos culturais que não estão inseridos nas capitais urbanas (entre janeiro e março de 2015)
Entrada Franca
Programação completa: 
http://www.mostracinemaedireitoshumanos.sdh.gov.br/
Facebook:
  https://www.facebook.com/mostracinemaedireitoshumanos?fref=ts
Mais informações: 
(21) 2629-9763 (Universidade Federal Fluminense - IACS/KUMÃ)

Nenhum comentário: