7 de abr de 2014

Padre Fábio lança obra de fé e amizade

A vida espiritual é uma travessia que nunca termina
A obra O Discípulo da Madrugada, novo livro do Padre Fábio de Melo, nos apresenta um personagem religioso e bem-intencionado que tem sua vida modificada ao se tornar amigo de Jesus, antes de presenciar sua crucificação. Na abertura dessa nova publicação da Editora Planeta, Pe. Fábio conta que a ideia desse texto é antiga, nasceu de um desassossego, gerado pela contradição entre os ensinamentos da catequese e os da sua mãe, que lhe apresentou Deus através do Coração de Jesus. 

Já na Faculdade de Teologia, conheceu a obra do teólogo espanhol Andrés Torres Queiruga, na qual argumentava que onde existe um ser humano realizado, Deus está plenamente revelado. E foi sob as bênçãos dos ensinamentos maternos e os do teólogo galego que nasceu esse personagem que tem um pouco de todos nós. Ou muito. “É preciso observá-lo de perto, pois pode ser que o conheçamos bem. Pode ser até que a identificação seja tão profunda que, sem receios, possamos dizer: este sou eu”, destaca o autor. 

A experiência nos mostra que o medo nos priva de conhecer 
a verdade. Sempre que estamos visitados pelo medo, dificilmente 
conseguimos compreender a voz dos fatos. O medo inventa 
vozes, arquiteta armadilhas, cria fantasmas, gera equívocos. (trecho do livro) 

Com os preceitos do amor, que Deus desperta em cada um de nós, Pe. Fábio apresenta a história do livro O discípulo da madrugada. Um filho do Antigo Testamento, judeu convicto e amante do Céu, que acompanha os últimos momentos de Cristo antes de ser crucificado. Esse homem é carregado ao Gólgota pelo amor e é escondido pela sua covardia. Ele não consegue salvar Jesus, o homem que lhe ensinou tanto, que deu outro sentido à vida. É pela voz desse amigo, que o autor mostra a Jerusalém daquela época, a cidade, as pessoas, a crucificação, a forma como ele presenciou tudo a uma distância segura. Ele viu Simão ser escolhido à esmo, o canto de Verônica e o emocionante encontro entre mãe e filho. 

No meio daquela multidão, eu me senti só. A pior de todas 
as solidões. A que nos ausenta de nós mesmos, como se braços 
invisíveis tivessem arrancado a alma do meu corpo e a tivessem 
levado para perto do condenado. Aquele homem humilhado e 
sofrido, exposto ao escárnio de todos, era o proprietário de minha 
inteireza. É assim mesmo. A pessoa a quem traímos torna-se 
proprietária de nossa alma. (trecho do livro) 

E assim Ele se foi e a multidão também. A chuva daquele dia fazia o nosso protagonista recordar os batismos realizados por João Batista à beira do Rio Jordão. Com o “fim” veio a libertação e o conhecimento daquilo tudo que foi presenciado. Foi o testemunho literal dos ensinamentos Dele. A partir da metade da obra, Pe. Fábio de Melo nos traz a beleza da amizade desse homem com Jesus, os diálogos, os ensinamentos, a forma serena como eram contadas as histórias e como devemos nos dispor a amar. Não se trata apenas de um livro, é um relato de um garoto que entendeu através dos princípios da sua mãe, que Deus não é vingativo e nem um guerreiro disposto a eliminar os seus inimigos. E que Ele, O discípulo da madrugada, nos deixou, mesmo com tanto sofrimento, um fantástico exemplo de como podemos fazer da nossa jornada uma travessia de fé e amor. 

O autor 
Padre Fábio de Melo é mineiro da cidade de Formiga, graduado em Filosofia e Teologia, pós-graduado em Educação e mestre em Teologia Sistemática. Ele se dedica ao trabalho de evangelização pela arte em diversas áreas de atuação: como padre, professor universitário, escritor, cantor e compositor. É autor de vários livros, entre eles: Tempo de Esperas, Orfandades, É sagrado viver e Quem me roubou de mim, todos lançados pela Editora Planeta. 

Serviço 
O discípulo da madrugada 
Pe. Fábio de Melo 
978-85-422-0175-8 
184 páginas 
Brochura / 16x23cm / ficção 
R$ 29,90 
Editora Planeta 

Nenhum comentário: