18 de jan de 2014

Escovas dentais elétricas, sônicas ou manuais: qual a mais adequada para sua higiene bucal?

Presentes nas prateleiras de supermercados e farmácias, as escovas dentais elétricas e sônicas

vem conquistando a preferência do público. Veja a diferença que há entre elas

Cada vez mais populares no Brasil, as escovas elétricas – e mais recentemente as sônicas - tem

sido a opção de muitos para manter a saúde bucal. Praticidade, limpeza em partes da boca

onde a escova convencional não consegue alcançar, tempo programado de escovação, mais

higiênicas são apenas algumas vantagens apontadas por quem já usa uma escova desse tipo.

Mas será que as escovas elétricas são mais eficientes que as manuais? Você sabe os benefícios

de cada uma?

As escovas elétricas surgiram há mais de 60 anos e são caracterizadas pelo movimento de

giro da cabeça, em um sentido só, um pouco no sentido horário e um pouco no sentido

anti-horário. O número de rotações por minuto pode variar entre 2500 e 7000 rotações por

minuto. E aí que está a diferença para a escova sônica. “Elas são parecidas com as elétricas só

que com mais rotações, variando de 30000 a 40000. Além disso, diferente da escova elétrica,

os seus movimentos são em todas as direções, promovendo maior poder de limpeza”, explica

o cirurgião-dentista Pedro Augusto Benatti, especialista em periodontia e ortodontia pela

Universidade de São Paulo (USP).

Segundo o dentista, algumas evidências sugerem que uma escova de dente sônica alcança

e limpa algumas regiões onde a escova manual e elétrica não chegam. “Isso acontece

devido à vibração intensa, que cria uma quantidade substancial de energia e de movimento,

direcionando fluidos da boca (saliva, água, pasta de dente) nas áreas entre os dentes e abaixo

da linha da gengiva. Então, nesse sentido, uma escova sônica é superior a uma escova normal.

No entanto, isso não significa que eles são melhores do que as escovas manuais. Se sua rotina

diária inclui o uso de uma escova de dente normal por dois minutos, e também de fio dental –

que chega em áreas onde a escova normal não alcança –, a pessoa está realizando tudo o que

é necessário para uma limpeza correta e completa”, esclarece Benatti.

Com todo o avanço na área odontológica, as escovas manuais não ficaram para trás.

Atualmente, elas possuem várias formas e tamanhos e atendem às necessidades das pessoas

e “estão ficando cada vez melhores, pois conseguem limpar entre os dentes e abaixo da linha

da gengiva, por conta dos novos desenhos e espessura dos filamentos das cerdas”, explica o

cirurgião-dentista.

Desvantagens

As escovas elétricas e sônicas possuem várias vantagens para quem as usa, mas há também

as desvantagens. “O seu custo é mais elevado quando comparado com a escova comum, não

sendo acessível a parte a população. Além disso, a velocidade e a força de movimento podem

provocar irritação à gengiva causando retrações. É preciso cuidado na hora de usá-las”, diz

Benatti. Agora é escolher a que melhor se adequa às suas necessidades.


#sandracamillo

Nenhum comentário: