1 de nov de 2013

ZUMBI VOLTA À CENA EM SÃO PAULO









                                                            
                    Foto de Liana Rabêlo
A CAIXA Cultural São Paulo apresenta o musical “Zumbi”, que estreia no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra e lembrança da morte do líder Zumbi dos Palmares, que lutou pela libertação dos negros escravizados, durante o período colonial no país. O evento é gratuito e tem o patrocínio da Caixa Econômica Federal.
O espetáculo, que segue em temporada de 21 de novembro a 15 de dezembro, já passou pelas cidades do Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte, e é baseado no clássico “Arena conta Zumbi”, de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri. “Zumbi” tem a direção geral de João das Neves e Titane como diretora musical.
Escrita na época da ditadura militar (1964-1985), por Boal e Guarnieri e musicada por Edu Lobo, “Zumbi” é uma homenagem do Instituto Augusto Boal ao clássico musical do teatro brasileiro “Arena Conta Zumbi”.
“Zumbi” é encenado por um grupo de dez atores negros representando todos os personagens, e realizando o sistema Curinga (criado por Boal), no qual desaparece a noção do ator principal, já que os protagonistas são representados por diversos artistas na mesma encenação. Eles se revezam no desempenho das pequenas cenas focadas sobre os pontos fortes da trama, deixando a um ator coringa a função de fazer as interligações entre os fatos, pessoas e processos. O emprego da música ajuda as passagens de cena, acrescentando tons líricos de grande efeito.
 “Hoje a minha proposta é a realização de um sonho: ver Zumbi representado por um elenco de atores negros.
 Tenho a pretensão de crer que Boal e Zumbi estariam de acordo”, disse Cecília Boal, viúva do autor e fundadora do Instituto Augusto Boal

A peça é o primeiro musical autenticamente brasileiro. Segundo o diretor João das Neves, a música e texto se entrelaçam.  “Nossa missão é reavivar a saga de um de nossos heróis fundadores, Zumbi, com a alegria e a fé de uma nação que começou realmente a ser construída ali, na Serra da Barriga, onde Boal, Guarnieri e Edu foram buscar inspiração para este Zumbi que ora vamos contar”, conclui João. 



Ficha Técnica:
Texto: Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri
Música: Edu Lobo
Direção Geral:  João das Neves
Direção Musical: Titane
Temas Incidentais: Congado de Minas, Domínio Público
Elenco: Alysson Salvador, Benjamin Abras, Evandro Nunes, Júlia Dias, Júnia Bertolino, Kátia Aracelle, Nath Rodrigues, Ricardo Campos, Rodrigo Almeida e Rodrigo Jerônimo
Cenário e Figurino: Rodrigo Cohen 
Iluminação:  João das Neves
Assistente de cenografia e figurinos:  Anouk Van Der Zee
Estagiária de cenografia e figurinos:  Luna Descaves
Tapeçaria:  Luna Descaves
Bonecos:  Ivanise Silva
Confecção de Tambores de Candomblé:  Pedrina do Loudes Santos
Arranjos:  Titane e Alysson Salvador com colaboração de Gil Van de Oliveira e Sinherê Pra Você Que Chora, A Morte de Zambi
Objetos sonoros de metal:  Leandro César
Operação de Luz:  Silvio Cesar Costa
Produção São Paulo:  Paulo Del Castro
Assistente de Produção: Elaine CSP
Coordenador Técnico: Aloisio Antunes
Coordenador de Produção: Luiz Claudio Gomes
Direção de Produção:  Valéria Alves
Idealização:  Cecília Boal
Coprodução e Administração: JLM Produções
Produção e Realização:  Sevla Produções e Instituto Augusto Boal

Serviço:
Espetáculo teatral: “Zumbi”
Data: Estreia - 20 de novembro -  quarta-feira -  às 19h15
Curta temporada: de 21 de novembro a 15 de dezembro de 2013 - quinta a domingo - (dia 12 de dezembro não haverá espetáculo)
Horário: 19h15
Local: CAIXA Cultural São Paulo -  Praça da Sé, 111
Entrada Franca: os ingressos poderão ser retirados na bilheteria com uma hora de antecedência
Capacidade: 80 lugares
Duração: 2 horas e 05 minutos
Classificação etária: não recomendado para menores de 16 anos
Informações: (11) 3321-4400
Acesso para pessoas com necessidades especiais
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

Nenhum comentário: