1 de nov de 2013

X BIENAL DE ARQUITETURA DE SÃO PAULO APRESENTA ?PENETRÁVEL GENET?, UMA OBRA DE CELSO SIM QUE OCUPA O CEMITÉRIO DO ARAÇÁ

De 3 de novembro a 1 de dezembro, a X Bienal de Arquitetura de São Paulo apresenta o projeto ?Penetrável Genet?, gratuito e aberto ao público, que acontece no Cemitério do Araçá. Trata-se de uma obra de ocupação artística do espaço urbano e humano criada pelo artista Celso Sim e pela arquiteta Anna Ferrari, com base no texto do escritor francês Jean Genet, ?Estranha Palavra...?, que clama pela ocupação artística de cemitérios e crematórios. A ideia, segundo os criadores, é oferecer às pessoas uma reflexa?o sobre memo?ria, vida e morte, além da criac?a?o e da ressurreic?a?o do homem e da cidade.

Durante a experiência, em um percurso com duração aproximada de 30 minutos, o visitante ouvirá, em equipamentos individuais com fones de ouvido, a composição musical ?Oto Souza Mattos?, cujo texto foi escrito em 1974 pelo artista Helio Oiticica e musicado por Celso Sim e Pepê Mata Machado.  Nessa obra, Oiticica fala sobre a morte e a ressurreição do homem, da identidade e da arte.

O passeio segue pelas alamedas e quadras do cemitério, entre túmulos e árvores desconhecidas, com indicações sobre o rumo a tomar, guiado por uma linha que remete ao labirinto de Ariadne. Ao chegar ao Edifício Ossário Geral, o participante encontrará o ?Penetrável Genet?, um enigma erguido em monólitos de mármore. Ali estão os restos mortais de 1.046 pessoas não identificadas, que desapareceram nas décadas de 60 e 70, muitas delas vítimas do terrorismo do estado durante a ditadura civil militar. Os corpos foram encontrados em uma vala clandestina em 1990, no Cemitério Dom Bosco, localizado em Perus, bairro da zona oeste de São Paulo.

A experiência e instalação dialogam conceitualmente com a obra de He?lio Oiticica e são um convite ao passeio público na necro?pole, por meio da mu?sica, de estar na cidade e ir ao mundo dos mortos.

SERVIÇO

Penetrável Genet

Quando: de 3 de novembro a 1 de dezembro, de terça-feira a domingo
Local: Avenida Doutor Arnaldo, 666 - Cerqueira César (Metrô Clínicas - Linha Verde). O ponto de encontro é o portão principal.
Horários: Sessões às 12h, 13h, 14h, 15h e 16h, em grupos limitados a 15 pessoas
Acesso gratuito
Programação completa da X Bienal de Arquitetura: www.xbienaldearquitetura.org.br


X Bienal de Arquitetura de São Paulo

A X Bienal de Arquitetura de São Paulo é uma realização do Instituto de Arquitetos do Brasil, com correalização do Centro Cultural São Paulo (Prefeitura de São Paulo), SESC São Paulo e Museu da Casa Brasileira (Governo do Estado de São Paulo).

A X Bienal de Arqutitetura conta com o patrocínio da Gerdau e Caixa Econômica Federal (Governo Federal) e apoio da Sabesp, DECA, Odebrecht ? Realizações Imobiliárias, Conselho de Arquitetura e Urbanismo -  CAU, ArqFuturo, Escola da Cidade, Bandeira de Mello Advogados Associados, Arquitetura e Construção, Editora Monolito, Book Store,  Secretaria Municipal da Cultura, Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano.

Correalização Institucional ? Masp, Praça Victor Civita, Centro Universitário Maria Antonia, USP, Associação Parque Minhocão, Mostra de Cinema Internacional, Projeto Encontros ? Estação Paraíso do Metrô, CPTM e Metrô de São Paulo

Produção executiva ? Arte3

Imprensa - CDN

O projeto é realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura, Programa de Ação Cultural 2013.

Presidente: José Armênio de Brito Cruz

Curadoria: Guilherme Wisnik, Ana Luiza Nobre e Ligia Nobre

Nenhum comentário: