29 de nov de 2013

Projeto Mover-se comove São Paulo

Cinque Sensi apresenta Projeto Mover-se 29 de novembro no Teatro WTC 

Anderson Couto, Claudia Burattini e Roberto Rosa
Welber Osti

Com figurinos orgânicos, bailarinos levam sustentabilidade ao palco 

A segunda apresentação do Projeto Mover-se acontece no dia 29 de novembro, no Teatro WTC, as 21h. A apresentação explora a dança contemporânea, coreografada por Anderson Couto, da Cinque Sensi, e tem como objetivo a captação de recursos para a estreia da turnê nas principais capitais, com inicio de 2014, iniciando por São Paulo, Campinas e Ribeirão Preto.

Tal proposta de sustentabilidade e mensagem de preservação das fontes renováveis de energia, se tornarão ainda mais evidentes com a montagem do projeto na íntegra (com 1h de duração), agregando ao espetáculo figurinos e cenários orgânicos, e contando também com a inclusão de jovens de comunidades carentes, que atuarão, não apenas na dança, mas também participando de workshops e colaborando ativamente em diversas etapas da produção. Com essa integração das comunidades carentes dos locais em que o Mover-se se apresentará, impactando toda a comunidade e não apenas aqueles que assistirem ao espetáculo. Um efeito dominó que poderá, com mensagens positivas, mudar o maior inimigo do meio ambiente: a própria humanidade.


O Espetáculo Mover-se
A arte tem o poder de transformar, contagiar e criar relações.Utilizando esse poder, aliado a uma proposta inovadora de espetáculo – mesclando dança, teatro, música e poesia – surge o Mover-se.
Mais do que entretenimento, o projeto visa levar, através da arte da dança, uma conscientização maior ao público sobre o tema da energia em todas as suas formas e significados.
Munir a todos de conhecimentos sobre a temática, é propiciar a possibilidade de escolhas mais conscientes, e uma mudança de atitude em direção ao equilíbrio entre o meio-ambiente e a sociedade.
“O que faz você se mover?”
Da complexidade dos passos da dança à simplicidade dos movimentos feitos ao caminhar na rua ou esticando os braços ao acordar pela manhã... A energia é um dos fatores determinantes para a movimentação dos corpos. OMover-se baseia nestes fundamentos toda a concepção coreográfica do projeto.

Utilizando materiais reciclados (tecidos e papel), baterias recarregáveis como
iluminação e alguns recursos tecnológicos de projeção, o pensamento sustentável permeia toda a proposta do projeto Mover-se, inclusive nessa
apresentação prévia.

Tal proposta de sustentabilidade e mensagem de preservação das fontes renováveis de energia, se tornarão ainda mais evidentes com a montagem do projeto na íntegra (com 1h de duração), agregando ao espetáculo figurinos e cenários orgânicos, e contando também com a inclusão de jovens de comunidades carentes, que atuarão, não apenas na dança, mas também participando de workshops e colaborando ativamente em diversas etapas da produção. Com essa integração das comunidades carentes dos locais em que o Mover-se se apresentará, impactando toda a comunidade e não apenas aqueles que assistirem ao espetáculo. Um efeito dominó que poderá, com mensagens positivas, mudar o maior inimigo do meio ambiente: a própria humanidade.

Mais do que apenas introduzir o que é o Mover-se, o pocket é a forma que a Cinque Sensi encontrou para celebrar a dança e buscar parceiros que apoiem essa inédita forma de levar ao público as urgentes mensagens de preservação ambiental e das nossas fontes de energia...

dança é agregadora e contagiante... Não tem barreiras de idiomas, raças e credos, e, carrega consigo uma força universal, como a energia que nos move a cada dia.

Sinergia
O Espetáculo unirá também seus dois principais temas: energia e união na figura sinergia. Essa combinação de elementos variados, que vem para somar e agragar forcas, reciprocamente, é um dos principais motes de projeto. A interação entre bailarinos, atores, trilhas, coreografia, cenários e os jovens que participarão do evento funcionará como o gerador dessa energia colaborativa, potencializando os resultados de toda essa combinação.

Em cada etapa, a construção coletiva do espetáculo proporcionará uma reflexão sobre como as pessoas se relacionam com as formas de enrgia existentes. Serão ministrados laboratórios de estudos com profissionais de diversas áreas relacionadas ao tema. Todo material   coletado servirá de conteúdo para o processo de elaboração do espetáculo, livro e DVD.

Figurinos Orgânicos
A necessidade de produzir cada vez mais, utilizando menos recursos, é imprescindível nos dias de hoje. Muito além da economia que as ações sustentáveis geram, a curto, médio e longo prazos, essas medidas ajudam a preservar o que não pode ser reposto, respeitando o equilíbrio do planeta.

Tais conceitos são a base da produção dos figurinos do espetáculo, que serão confeccionados com materiais recicláveis, como a “Fibra de Bananeira”, o “Bagaço da Cana” e uma mistura de diversos materiais orgânicos.

Ficha técnica:

Direção Geral: Anderson Couto e Ana Cláudia Burattini
Direção Artística: Anderson Couto
Coordenação executiva: Alex Candido, Bruna Nogueira e Ximena Zuñiga
Produção Geral: Anderson Couto, Bruna Nogueira e Renan Rodrigues
Direção técnica: Kazuo SugoDireção de Palco: Priscilla Young
Direção Musical: Rovilson Pacoal
Músicos: Rovilson Pascoal, Luiz Gayotto, Jonas Moncaio e Ricardo Prado
Cenografia: Anderson Couto
Tecnologia: Nelson Costa
Vídeos: Rubens Nobre, Nelson Costa e VisualFarm
Projeções: Visual Farm
Iluminação: Tonn Carvalho
Roteiro e argumento: Anderson Couto
Redação e Assessoria de Comunicação: Alex Candido
Coreografias: Anderson Couto
Ensaiadores: Francisco Silva, Márcio Rongetti e Priscila Ribeiro
Equipe de sonorização: Zoroastro Baranyi, Marcos Soares e Claudinei Silva
Cenotécnicos: Israel Alves e Marco Camargo
Figurinos: Ana Cláudia Burattini, Ximena Zuñiga e Anderson Couto
Figurinista: Inês Sacay
Maquiagem: Wilson Izidoro
Fotografia: Welber Osti
Registro videográfico: Fábio Fontes
Criação de identidade visual e direção de arte: Karin C. Daniel
Comunicação visual: BrandishAd Comunicacão Estratégica

Nome do evento: Mover-se
Gênero: Dança Contemporânea
Data: 29/11 (sexta-feira)
Horário: 21h
Local: Teatro WTC
Endereço: Av. das Nações Unidas, 12551 – Piso C – Events Center
Ingressos: R$ 30,00
Vendas: online (www.ingressorapido.com.br) ou pelo telefone (11) 4003-1212 - central de vendas ingresso rápido. Venda disponível a partir do dia 22.
Classificação: 12 anos


Entrelaço
Acompanhando a prévia do projeto Mover-se, a Cinque Sensi apresenta também aos espectadores desta noite especial o espetáculo “Entrelaço”.
Em “Entrelaço”, o diretor artístico e coreógrafo Anderson Couto retrata, através de toda a poesia contida na dança, como nos relacionamos com os nossos próprios sentimentos, angústias e esperanças.
         
A Cinque Sensi
Idealizadora do projeto Mover-se, a Cinque Sensi é uma empresa especializada na criação de soluções artísticas que integram dança, teatro, música e poesia.
Com uma proposta diferenciada para a realização de eventos corporativos e privados, a Cinque Sensi é formada por uma conceituada equipe de profissionais, sob o comando do coreógrafo e diretor artístico Anderson Couto e da empresária Ana Cláudia Burattini, e oferece soluções em movimento para a criação de apresentações artísticas nos mais variados formatos.

Ana Cláudia Burattini
Ana Cláudia Burattini é empresária, e organiza festas e eventos com o cuidado, o refinamento e o bom gosto que também são marcas registradas de todos os produtos e serviços da Cinque Sensi.
Sócia de um restaurante, de uma agência de publicidade e de uma renomada empresa de locação de veículos, além de atuar como administradora de um escritório de advocacia, líder no seu segmento de atividade, Ana Cláudia reuniu toda esta vasta experiência profissional, que fazem toda a diferença na criação e organização de eventos.
Graças à sua grande paixão pela arte, em especial pela dança, aliada a sua
grande sensibilidade, Ana Cláudia fundou, com o coreógrafo Anderson Couto, a Cinque Sensi, idealizadora doProjeto Mover-se.

Anderson Couto
A vivência de muitos anos nos palcos despertou em Anderson a vontade de aprofundar conhecimentos e ampliar suas possibilidades de atuação.
Como bailarino, atuou nos espetáculos “Tango Sob Dois Olhares”, “Novos Ventos”, “Caminhos Da Seda” e “Cartas Brasileiras”, da Cia de Dança Raça, e “3.2”, de Henrique Rodovalho. Desde 2009, é o responsável pela direção artística dos shows da cantora Wanessa.
O ano de 2012 marcou a estreia de Anderson como diretor artístico nos palcos, apresentando seu primeiro espetáculo autoral no Teatro Gazeta, em São Paulo. Já em 2013, a Visual Control e Entreposto Comunicaçãolançaram no Brasil a Cia Electron. Com direção artística e coreografias de Anderson Couto, a nova proposta uniu à dança figurinos criados com a mais alta tecnologia de fibra ótica, um produto inédito no cenário nacional.

A Cia de Dança Anderson Couto
Em 2013, o coreógrafo e diretor artístico Anderson Couto deu um novo passo na realização de um grande projeto: a criação da Cia de Dança Anderson Couto. Com uma proposta diferenciada para a formação de bailarinos, a Cia oferece aos seus integrantes aulas preparatórias com professores conceituados e uma estrutura completa para o melhor desenvolvimento de cada profissional.
Em setembro de 2013, Anderson realizou a pré-estreia oficial de sua Cia de Dança no Teatro Municipal de São Carlos, com a apresentação do espetáculo “Entrelaço”, como parte integrante do Projeto “Admeto”, realizado em parceria com a URZE Cia de Dança.

Nenhum comentário: