1 de nov de 2013

Casa Guilherme de Almeida promove Ciclo de Palestras e Mostra de Filmes sobre Fausto, de Goethe

A Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, administrada pela POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura, realiza no mês de novembro o evento Versões e Visões do Fausto com Ciclo de Palestras e Mostra de Filmes sobre a obra Fausto, de Goethe. Serão vários dias de exibições de filmes inspirados nesta obra-prima, além da realização de palestras que discutirão este clássico da literatura, além do debate sobre o fazer tradutório e poético.

O evento é gratuito. Para se inscrever é necessário enviar e-mail para casaguilhermedealmeida@gmail.com ou ligar para (11) 3673-1883/ 3672-1391 e escolher a atividade de seu interesse.

Programação: Versões e Visões do Fausto 

2 de novembro, Sábado, às 15h30:

Mostra de curta-metragens seguida de bate-papo
Curadoria: Donny CorreiaNesta sessão composta de quatro versões célebres da obra de Goethe para o cinema, serão vistos alguns “tesouros” quase perdidos na história e no tempo.

Faust and Marguerite (1900) 
Direção: Edwin Porter; 1 min.Curtíssima-metragem produzido nos estúdios Black Maria, de Edison, em que apenas uma cena pinçada da obra de Goethe é dramatizada no melhor estilo do pré-cinema americano.

Faust and Mephistopheles (sem data)
Direção: Alice Guy; 2 minO encontro entre Dr. Fausto e o diabo segundo o ponto de vista daquela que é considerada a primeira mulher a dirigir filmes na história, a francesa Alice Guy.

A danação de Fausto (1903)
Direção: George Miliés; 7 min.  Em seguida, um fragmento incompleto da adaptação do mito de Fausto por George Meliés, conhecido por suas trucagens visuais.

Faust (1910)
Direção: Henri Andréani, David Barnett e Enrico Guazzoni; 20 min. Uma coprodução entre a França, a Inglaterra e a Itália, também há muito tempo fora de circulação, da qual restou apenas uma cena.

6 de novembro, Quarta-feira, das 19h às 21h

Palestra O tradutor luciferino  
Por Marcelo Tápia
Com base no ensaio “Transluciferação Mefistofáustica”, de Haroldo de Campos, incluído como “Post-Scriptum” no volume Deus e o diabo no Fausto de Goethe (em que o poeta publicou sua tradução das duas últimas cenas do segundo Fausto), e em outros textos do autor integrantes do recém-publicado livro Transcriação, esta palestra tratará da teoria e da prática tradutória de Haroldo de Campos, sua sustentação no pensamento de Walter Benjamin e em outras referências teóricas fundamentais.

Sábado, 9 de novembro, às 15h30

Exibição do filme Faust (1926)
Direção: F. W. Murnau; 100 min.
Conhecida adaptação de Goethe para o cinema, o filme de Murnau é um marco do pós-expressionismo alemão. Após a exibição, será lida a crítica ao filme escrita por Guilherme de Almeida, e serão comentadas algumas teorias de Siegfried Kracauer a respeito da obra de Murnau.

Quarta-feira, 13 de novembro, das 19h às 21h

Palestra Os Faustos e Goethe 
Por Simone Homem de Mello
A análise de diversas traduções da obra Fausto para o português será ponto de partida de uma discussão sobre a especificidade da tradução de poesia dramática.

Sábado, 30 de novembro, às 15h30
Exibição de filme: Mephisto (1981)
Direção: István Szabó; 144 min. Versão do mito de Fausto ambientado na Alemanha nazista, em que um desconhecido ator de teatro é forçado a “vender a alma” para o regime, caso realmente queira ser reconhecido por seu trabalho e continuar vivendo em paz.

Serviço: 
Casa Guilherme de AlmeidaRua Macapá, 187, Pacaembu
(11) 3673-1883 / 3672-1391De terça a domingo, das 10h às 18h. Visitas espontâneas e agendadas. Atende a escolas, mediante agendamento.
Entrada franca. Site: www.casaguilhermedealmeida.org.br

Nenhum comentário: