22 de out de 2013

LIBERTÁRIOS, DE LAURO ESCOREL, ABRE A MOSTRA MARCAS DA MEMÓRIA




* dia 23/10, quarta, às 20h, na Cinemateca Brasileira
* filme foi restaurado digitalmente

Libertários, filme de Lauro Escorel, abre a mostra Marcas da Memória, amanhã, 23/10, às 20h, na Cinemateca Brasileira

Produzido em 1977, o filme aborda a importância do anarquismo nos movimentos operários brasileiros do final do século XIX e começo do século XX, elaborado com material do arquivo Edgard Leueroth, que é o mais completo acervo da imprensa operária brasileira. O filme foi restaurado digitalmente.

A Mostra Marcas da Memória, que acontece de 23 a 27 de outubro, traz na programação importantes títulos da filmografia nacional que foram restaurados pelo projeto “Memória cinematográfica para um tempo sem memória”, selecionado pela Comissão de Anistia no edital Marcas da Memória. São eles: Os Fuzis, de Ruy Guerral; Manhã Cinzenta, de Olney São Paulo; Os Anos Passaram, de Peter Overbeck e Libertários, de Lauro Escorel. Outros seis títulos selecionados pela cinemateca completam a programação.

A mostra é uma realização da Cinemateca, da Sociedade Amigos da Cinemateca e da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça.


Serviço:
Mostra Marcas da Memória
de 23 a 27 de Outubro - na Cinemateca Brasileira
Endereço: Largo Senador Raul Cardoso 207, na Vila Clementino.
Entrada Gratuita


PROGRAMAÇÃO  - MARCAS DA MEMÓRIA

Dia 23/10 – quarta-feira
20h – Sessão de abertura: “Libertários”

Dia 24/10 – quinta-feira18h – “O Caso dos Irmãos Naves”
20h – “O Fio da Memória”

Dia 25/10 – sexta-feira18h - “Os Anos Passaram” e  “Manhã Cinzenta”
20h – “Imagens do Inconsciente: No Reino das Mães”

Dia 26/10 – sábado18h – “Os Fuzis”
20h – “Imagens do Inconsciente: Em Busca do Espaço Cotidiano”

Dia 27/10 – domingo
18h – “Cabra Marcado para Morrer”
20h – “Imagens do Inconsciente: A Barca do Sol”

Nenhum comentário: