12 de jan de 2013

Muito bem, Geraldo Alckmin e Fernando Grella.


É correta a atitude do Governador Geraldo Alckmin e do Secretário da Segurança Pública Fernando Grella de proibir os policiais paulistas socorrer vítimas de ferimentos graves.  A medida não visa apenas evitar graves desvios de alguns maus policiais que, aproveitando-se de uma omissão do Estado, alteravam a cena do crime em episódios em que havia a suspeita de execução por parte desses policiais.  A medida visa justamente eliminar a ineficiência e a omissão do Estado que tem por obrigação - e através de atendimento médico adequado -  atender aquelas vitimas pois só dessa forma é possível evitar danos irreversíveis provocados por pessoas, públicas ou privadas que, sem treinamento médico, com más ou boas intenções,  procuram auxiliar aquelas vítimas.
A ação policial de "auxílio" às vítimas era um distorção do papel das polícias.  Qualquer atendimento médico não cabe à elas, nem a qualquer cidadão por melhores que sejam suas intenções.  Essa lacuna do Estado será agora preenchida.  Claro que ele deve se estruturar de forma adequada para isso.  E assim tem de fazê-lo para cumprir a sua responsabilidade legal.  Legal, moral e política.

Nenhum comentário: