20 de nov de 2012

Sem filhos por opção: O novo formato familiar e suas consequências


Novo tipo de família no Brasil provoca impactos econômicos e mudanças de comportamento social
Em 2000, os casais sem filhos representavam 14,9%; 
10 anos depois esse número saltou para 20,2%,
um crescimento de 36% no período.
A cada cinco domicílios no país,
um é formado por casal sem filhos
O livro Sem filhos por opção – casais, solteiros e muitas razões para não te filhos”, dos autores Edson Fernandes e Margareth Moura Lacerda, lançado pela editora nVersos, é o único do gênero publicado no Brasil com dados econômicos, sociais e históricos da família brasileira, além de entrevistas com casais, solteiros e a experiência contada pelo próprio casal de autores, que optou por não ter filhos.
A obra mostra que essa nova opção de família no país, tem causado impactos na economia. Os casais de dupla renda conhecidos como casais “Dinks”, sem filhos, tem um poder de compra de R$ 168 bilhões por ano, trazendo uma renda de pelo menos 70% maior em relação aos casais com filhos e um alto padrão de consumo.
Setores da economia também são apontados no livro. O mercado imobiliário, por exemplo, está criando imóveis adaptados a esse tipo de casal: algumas pousadas se especializam em receber casais sem filhos; as agências de viagens preparam pacotes especiais apenas para os cônjuges e o mercado de tecnologia vê nos casais sem filhos consumidores promissores.
Cultura, viagens exóticas, alta gastronomia, decoração, jardinagem, artes, literatura, importados, eletrônicos e tecnologia de ponta, cuidados com o corpo e a mente, e uma variedade de serviços e produtos especiais caracterizam o elevado estilo de vida dos casais sem filhos – especificamente os no estilo Dinks.
Novos tempos, nova família
A obra “Sem filhos por opção – casais, solteiros e muitas razões para não ter filhos” faz um estudo do novo cenário da família brasileira e suas perspectivas. De acordo com a pesquisa realizada, em 40 anos o Brasil terá 172,7 idosos para 100 crianças de 0 a 14 anos de idade, quase dois idosos para uma criança. O dado indica que haverá um grande mercado consumidor de pessoas na terceira idade e novos modos de comportamento social surgirão, apontando uma realidade análoga a alguns países da Europa.
Casal sem filhos é o segundo maior arranjo familiar no país, e é a forma de constituir família que mais cresceu nos últimos anos. “Um novo Brasil está se formando e novas formas de comportamento social e futuro econômico se consolidam, sobretudo para a geração mais jovem!”, comenta o autor Edson Fernandes.
Como veremos a seguir, no trecho extraído do livro:
“É uma mudança cultural, e já estamos entrando nela! Eles são jovens, nasceram no mundo da tecnologia, estão conectados aos meios digitais, possuem amplo acesso às informações e inúmeros amigos no universo virtual,(...) e uma parcela considerável irá adotar um estilo de vida sem filhos, neste momento questionando a maternidade e a paternidade. Não se trata apenas de uma geração de jovens, mas da continuidade da existência humana e como ela vai decidir seu destino.”
 Sobre os autores: Edson Fernandes é doutor em Comunicação, professor universitário, escritor e pesquisador. Margareth Moura Lacerda é psicóloga, pedagoga e filósofa e trabalha na área de Recursos Humanos.

Ficha técnica:Editora: nVersos
ISBN: 978-85-64013-55-1
Formato: 14 x 21 cm
Páginas: 195
Preço: R$ 49,90

Nenhum comentário: