20 de nov de 2012

Em tempos de crise, pequenos investidores recorrem ao ouro


Em tempos de crise, pequenos investidores recorrem ao ouro

Metal ganha valorizações históricas ao longo dos anos

Seguro investimento durante os períodos de crise ou de guerras, o ouro se tornou o melhor dos últimos anos. Isso porque o metal ultrapassou diversos outros tipos de modalidades de investimento no quesito rendimento. Aqui no Brasil superou as valorizações do dólar, da bolsa e da poupança e chegou a 20,27% no ano, enquanto a moeda americana ficou no 8,52%, a poupança em 4,37% e a bolsa que caiu 1,33%. 

Com a crise na Europa, nos EUA e a China ‘assustando’ os mercados com a possibilidade de crescer menos que o esperado neste ano, o ouro surge como porto seguro. “Sempre quando se tem insegurança econômica todo mundo quer comprar ouro, e isso é muito bom pra quem já o tem em mãos” afirma Roselito Soares, diretor da OM Grupo.

Por isso o metal é ainda mais procurado por aqueles que já tinham o hábito de possuir, porém, o que se nota é um crescimento consideravelmente grande de pequenos investidores. Na OM, a soma total deles já chega a 30 mil pessoas castradas e que crescem 60% ao ano. Para aqueles que se interessam em começar a investir no ouro, os analistas acreditam que ele vai se valorizar ainda mais em curto prazo. A crise européia está longe de ser resolvida, a Grécia pode abandonar a moeda, e há outros países que precisam de dinheiro para financiar suas contas, como é o caso da Espanha. Com esse cenário, os Bancos Centrais acabam comprando ouro para se refugiar e se reforçar contra a desvalorização cambial.

Desde 2010, por uma norma da Receita Federal, o ouro pode ser comprado pela internet e é entregue em casa. No site da OM Grupo, o investidor pode comprar barras de ouro de 1g até 250g ou até mesmo em pequenos cartões para presentear. Não é necessário pagar Imposto de Renda e apenas 1% de IOF. Para comprar basta preencher o cadastro e escolher o produto da forma que quiser e após o pagamento o cliente recebe pelo correio, sem nenhuma identificação do que seja o conteúdo.

É um investimento que não sofre com as oscilações do mercado econômico e de grande rentabilidade. “Por ser um investimento sólido, o comprador leva o ouro consigo de forma mais segura, além de ser um produto de alta liquidez. Todos querem ter.”, afirma Roselito Soares, diretor da OM Grupo. Para saber mais informações acesse www.omgrupo.com.br .


Nenhum comentário: