4 de out de 2012

"Tolerância zero contra os crimes de boca de urna", afirma corregedor do TRE-RJ


“ Tolerância zero contra os crimes de boca de urna”, afirma corregedor do TRE-RJ

Tribunal Regional Eleitoral quer fixar 2012 como marco divisor no planejamento de segurança nas eleições

O juiz Antonio Augusto de Toledo Gaspar, corregedor eleitoral do Rio de Janeiro e 1º vice-presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro – Amaerj, garante que o objetivo do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) nestas eleições é construir um marco divisor no planejamento de segurança das eleições no estado. Segundo o corregedor, o lema da campanha do TRE-RJ nessas eleições é “tolerância zero contra os crimes de boca de urna”.  O magistrado foi firme ao falar sobre as medidas de segurança adotadas pelo Tribunal Eleitoral. “No dia das eleições vamos coibir, vamos prender e vamos punir aqueles praticantes principalmente do crime de boca de urna. Agora estamos justamente nos equipando para este fim. Pode ser que no dia haja alguma coisa que nos surpreenda, mas estamos nos aparelhando para impedir que a compra de votos e que outros ilícitos eleitorais se perpetuem no dia das eleições”, garantiu o corregedor.

Antonio Augusto afirmou que o auxílio das forças nacionais, que operarão conjuntamente, será fundamental para garantir que o momento mais importante da democracia transcorra corretamente. “Não que as eleições nos anos anteriores tenham sido prejudicadas. Elas sempre foram um sucesso, mas agora nós estamos tentando impedir que determinados abusos e crimes que eram cometidos na semana anterior e, principalmente no dia das eleições, sejam praticados. Sabemos que o efetivo do Tribunal Regional Eleitoral não comporta a demanda, então fizemos esses contatos com os órgãos de segurança, tanto na esfera federal como estadual”, disse o magistrado.

As declarações foram feitas durante uma reunião realizada na Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj) ontem, dia 3, que contou com a participação de 262 juízes eleitorais do estado. O encontro, promovido pelo TRE-RJ, teve o objetivo de apresentar o planejamento estratégico de segurança para as eleições nos 92 municípios do estado, que possui cerca de 12 milhões de eleitores. 

Fizeram parte da mesa de honra do evento o presidente do TRE-RJ, desembargador Luis Zveiter, a vice presidente do TRE-RJ, desembargadora Letícia Sardas, o coronel Erir Ribeiro, comandante geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ), o coronel Mario Sérgio Duarte, secretário de Segurança Pública do Estado, entre outras autoridades.

Nenhum comentário: