5 de out de 2012

Pesquisadoras apresentam em Portugal estudos sobre a comunicação política no Brasil

04/10/2012 - Caso não consiga visualizar esta mensagem, clique aqui.
Pesquisadoras apresentam em Portugal estudos
sobre a comunicação política no Brasil
Ministro português propõe urgência na aproximação entre Jornalismo e Ciências Sociais, justamente o foco do Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política, da PUC-SP, que esteve presente no Congresso Lusocom, da Federação Lusófona de Ciências da Comunicação, com pesquisas sobre a comunicação política no Brasil
Pesquisadoras do Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política (Neamp), do Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da PUC-SP, apresentaram trabalhos no X Congresso Lusocom – Comunicação, Cultura e Desenvolvimento, ocorrido em Lisboa entre 27 e 29 de setembro de 2012. O evento, que contou com cerca de 250 comunicações de estudiosos de países de língua portuguesa, foi promovido pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa (ISCSP).
Carla Montuori apresentou sua pesquisa de pós-doutorado “A liderança da presidente Dilma Rousseff na mídia internacional: uma análise dos jornais Le MondeEl Pais e New York Times”. Cristina Maranhão, Genira Chagas e Katia Saisi expuseram seus estudos de doutoramento, respectivamente “Imagens de guerras contemporâneas: um estudo de caso do fotojornalismo brasileiro e português”; “Radiodifusão no Brasil: poder, prestígio e influência” e “Propaganda eleitoral e cobertura jornalística da campanha presidencial do Brasil em 2010”.
Na sessão plenária “Ciências da Comunicação no Contexto Lusófono”, que abriu o evento, o sociólogo e professor da Universidade do Porto, Augusto Santos Silva, também ministro dos Assuntos Parlamentares de Portugal, abordou a importância da interlocução entre o Jornalismo e as Ciências da Comunicação, em especial com a Sociologia, para o enriquecimento do discurso político. “O discurso que circula no espaço público pode ser melhorado”, disse.
Na definição do palestrante, o Jornalismo é um objeto na condição de prática profissional e indústria. Por outro lado, a pesquisa sociológica da Ciência da Comunicação toma o Jornalismo como objeto, sendo essencial ao seu aprimoramento. Ele considera que esta interlocução exige de ambos disponibilidade e empenho para abandonar ideias feitas, tais como a autorrepresentação como contrapoder missionário.
Na vanguarda da pesquisa sociológica, o pensamento de ministro de Portugal converge com os trabalhos realizados pelo Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política da PUC-SP, que vem colaborando com a multiplicação dos pontos de vista do discurso público ao proporcionar essa aproximação entre Sociologia e Jornalismo em grande parte de seus estudos.
Assista a íntegra da conferência de Augusto Santos Silva no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=37Kz1tFRjzg
E clique nos respectivos títulos para conhecer os trabalhos apresentados pelas pesquisadoras brasileiras em Portugal. Para mais informações sobre o Neamp (Núcleo de Estudos em Artes, Mídia e Política) acesse: www.pucsp.br/neamp
 

Nenhum comentário: