3 de set de 2012

Mostra de filmes brasileiros dá início às comemorações do 20º aniversário do Espaço Itaú de Cinema - Augusta


Evento, que acontece de 06 a 13 de setembro, exibirá, em película, 23 títulos do cinema da retomada e fará pré-estreia da cópia restaurada do filme CABRA MARCADO PARA MORRER, de Eduardo Coutinho, no encerramento da mostra.


Na próxima quinta-feira, 06 de setembro, o Espaço Itaú de Cinema – Augusta apresenta a MOSTRA ESPAÇO ANO 20. O evento exibirá, até o dia 13/9, vinte e três títulos em película (35mm),  que entraram em cartaz nesses 19 anos do cinema, que foi inaugurado em 06 de outubro de 1993. O Espaço  chegou com uma  programação inovadora, exibindo cinematografias do mundo todo, além de trabalhar  os filmes brasileiros produzidos na retomada dos mecanismos de produção, que o presidente Collor havia extinguido nos dois anos que exerceu a presidência do país (1991-1992). Assim, em 1993, o Espaço, na época Banco Nacional de Cinema, apresentou Alma Corsária, de Carlos Reichenbach, primeiro título do cinema da retomada.

A abertura da MOSTRA ESPAÇO ANO 20 será no dia 05 de setembro, quarta-feira, com a exibição de dois filmes: CARA OU COROA, de Ugo Giorgetti, em sessão Debate Folha, aberta ao público e com entrada franca; e AUGUSTAS, estreia de Francisco Cesar Filho na direção de longas-metragens, fechada para convidados. Na quinta-feira, 13 de setembro, o Espaço antecipa a reestreia de Cabra Marcado Para Morrer (1984), de Eduardo Coutinho, encerrando a Mostra. O filme de 1984 será relançado, com cópia restaurada,  no dia seguinte, 14 de setembro, no Espaço Itaú de Cinema.

Na MOSTRA ESPAÇO ANO 20, serão exibidos: Alma Corsária (1993), de Carlos Reichenbach; Lamarca (1994), de Sérgio Rezende; Carlota Joaquina (1995), de Carla Camurati; Terra Estrangeira (1995), de Walter Salles; Sábado (1996), de Ugo Giorgetti; Baile Perfumado (1997), de Paulo Caldas e Lírio Ferreira; O Velho – A História de Luíz Carlos Prestes (1997), de Toni Venturi; Os Matadores (1997), de Beto Brant; Central do Brasil (1998), de Walter Salles; Hans Staden (1999), de Luiz Alberto Pereira; Cronicamente Inviável (1999), de Sergio Bianchi; Bicho de Sete Cabeças (2000), de Laís Bodansky; Tônica Dominante(2000), de Lina Chamie; Cidade de Deus (2001), de Fernando Meirelles e Kátia Lund; Janela da Alma (2001), de João Jardim e Walter Carvalho; Madame Satã (2001), de Karim Aïnouz; Carandiru (2002), de Hector Babenco; Edifício Master (2002), de Eduardo Coutinho; Narradores de Javé (2002), de Eliane Caffé;Amarelo Manga (2003), de Claudio Assis; O Cheiro do Ralo (2004), de Heitor Dhalia; Santiago (2006), de João Moreira Salles; Reflexões de um Liquidificador(2010), de André Klotzel e O Palhaço (2011), de Selton Mello.



Inicialmente com três salas, o Espaço foi patrocinado pelo Banco Nacional e, em 1996, incorporado pelo Unibanco quando houve a fusão das duas instituições financeiras. Durante esses 19 anos, o Espaço Itaú de Cinema – Augusta, realizou várias mostras, debates, projetos e pré-estreias, transformando-se em ponto de referência e vitrine do cinema brasileiro em São Paulo. Além de apostar na iniciativa pioneira em São Paulo, com exibição de títulos do mundo todo, o Espaço Itaú investiu também na formação de público através de seus diversos projetos: Projeto Escola no Cinema, Cinema & Literatura, Clube do Professor, Curta Petrobrás às Seis, Odisseia de Cinema, Sessão Cinéfila, entre outros.

As comemorações do 20º aniversario do Espaço vão até outubro de 2013, com programação de mostras, projetos especiais, debates e apresentações de première de filmes. 


Espaço Itaú de Cinema – Augusta
Rua Augusta, 1470 – Cerqueira César
Telefone: 11 3288-6780

Preços dos ingressos:

Salas 2D
Inteira
Meia1
Estudante2
Segunda e Terça-feira (exceto feriados)
R$ 18
R$ 9
R$ 9
Quarta-feira (exceto feriados)
R$ 16
R$ 8
R$ 8
Quinta-feira (exceto feriados)
R$ 14
R$ 7
R$ 7
Sexta-feira a domingo e feriados
R$ 22
R$ 11
R$ 11
Meia1 entrada válida para: crianças até 11 anos, adultos a partir de 60 anos (crianças a partir de 2 anos pagam ingresso)
Estudante2 matriculados em estabelecimento de ensino regular: Indispensável a apresentação da CIE (Carteira de Identificação Estudantil) com ano corrente ou comprovante de matrícula e/ou mensalidade do semestre atual.
OBS: Descontos Exclusivos para Correntistas Itaú. O desconto de 50% no ingresso do cinema será aplicado apenas mediante pagamento com os cartões Unicard, Itaucard, Itaú Personnalite, Uniclass, Cartões Fininvest e cartões de débito Itaú. Promoção pessoal e intransferível (por tempo indeterminado). Válida para compra de 1 ingresso por cliente, por sessão, (2 ingressos para clientes Itaú Personnalité e Uniclass) mediante pagamento com o cartão de crédito Itaucard, Unicard, Itaú Personnalité, Uniclass, Cartões Fininvest e débito Itaú, nos endereços dos Cinemas Unibanco. Desconto não progressivo e não cumulativo com outros descontos de qualquer natureza, inclusive para o cliente que já tem direito a meia-entrada garantido por lei: estudantes, menores de 12 anos, maiores de 60 anos. Promoção válida para a compra de 1 ingresso inteiro, por sessão, para o portador do cartão (titular ou adicional) mediante a apresentação de um documento de identidade. Promoção não válida para cartões de conta Poupança. 

Todas as sessões serão realizadas na sala 2, do Espaço Itaú de Cinema – Augusta.

Dia 06 de setembro, quinta-feira

17h: CARLOTA JOAQUINA – PRINCESA DO BRASIL
Brasil, 1995, 100 min, 12 anos.
Direção: Carla Camurati
Elenco:Marieta Severo, Marco Nanini, Ludmila Dayer.
Sinopse: Espanha, 1785. A pequena Carlota Joaquina, com apenas dez anos, cumpre as etapas de um exame formal para sua aceitação na corte portuguesa como prometida de D. João. Aprovada, a pequena parte para Portugal, trocando a alegria flamenca pela melancolia da corte lisboeta.
Portugal, 1808. A corte portuguesa está sob o cerco das tropas de Napoleão e é pressionada pelo espírito expansionista da coroa inglesa. Parte, então, para o Brasil e começa a impor os códigos da monarquia aos novos súditos. Com ares de fábula, de maneira caricata e divertida, o filme conta a história de Carlota Joaquina, seu temperamento difícil, seus casos extraconjugais, sua irritação com o Brasil, a vida e os feitos do casal real na então colônia portuguesa.
Distribuição: Copacabana Filmes

19h: ALMA CORSÁRIA
Brasil, 1993, 116 min, 16 anos.
Direção: Carlos Reichenbach
Elenco:Bertrand Duarte, Jandir Ferrari, Carolina Ferraz.
Sinopse: O passado retorna com força total no lançamento de um livro de poesias, quando velhos amigos se reencontram. Rivaldo Torres e Teodoro Xavier, amigos de infância, lançam o livroSentimento Ocidental. Os poetas convidam todos os tipos de pessoas para o evento, incluindo um suicida em potencial, salvo por Torres no Viaduto do Chá. Enquanto a festa avança, o filme recua até o final da década de 50, flagrando a gênese da amizade dos dois protagonistas, levando a um final de expectativas e surpresas.
Distribuição: Dezenove Som e Imagem

21h30: SÁBADO
Brasil, 1996, 85 min, 12 anos.
Direção: Ugo Giorgetti
Elenco: Otávio Augusto, Giulia Gam, Tom Zé, Jô Soares
Sinopse: Uma equipe de publicitários transforma o saguão de um velho prédio no centro de São Paulo em um ambiente luxuoso, com a intenção de gravar um comercial. Em uma sucessão de incidentes cômicos, a diretora artística do anúncio fica presa no elevador junto com o cadáver de um velho morador do local e dois funcionários do Instituto Médico Legal que tinham ido buscar o corpo. Desesperada, pede ajuda e seu ajudante reúne um grupo de moradores para tentar arrumar o elevador. No caos daquele Sábado, encontramos um pequeno retrato da confusão entre o Primeiro e o Terceiro Mundo que se encontra em São Paulo.
Distribuição: Rio Filmes


Dia 07 de setembro, sexta-feira

17h: LAMARCA
Brasil, 1994, 130 min, 14 anos.
Direção: Sérgio Rezende
Elenco:Paulo Betti, José de Abreu, Carla Camurati
Sinopse: Crônica dos últimos anos na vida do capitão do exército Carlos Lamarca que, nos anos da ditadura, desertou das forças armadas, e passou a fazer oposição, tornando-se um dos mais destacados líderes da luta armada.

19h30: SANTIAGO
Brasil, 2006, 80 min, livre.
Direção: João Moreira Salles
Sinopse: Documentário que mistura fantasia e realidade para contar a história do mordomo Santiago Badariotti Merlo, que dedicou sua vida a servir a aristocracia, apesar de ser viajado, poliglota e dono de uma cultura extraordinária, mesmo vindo de origem humilde. As imagens foram rodadas em 1992, mas permaneceram intocadas por mais de 13 anos. Em 2005, o diretor voltou a elas.
Distribuição: Vídeo Filmes

21h30: MADAME SATÃ
Brasil, 2001, 105 min, 16 anos.
Direção: Karin Aïnouz
Elenco: Lázaro Ramos, Marcelia Cartaxo, Flavio Bauraqui.
Sinopse: Nos anos 30, João Francisco dos Santos, mais conhecido como Madame Satã, tornou-se uma das figuras mais emblemáticas do Rio de Janeiro. Neste filme de Karim Ainouz, a vida do malandro, artista transformista, capoeirista, cozinheiro, presidiário e pai, é recontada. João Francisco passou a maior parte da vida entre a boemia carioca e a prisão, especialmente nos arredores da Lapa. O filme se passa em 1932, quando o protagonista realiza seu grande sonho de se tornar um estrela dos palcos. É nesse processo de transformação e mitificação de Madame Satã (nome tirado do filme de Cecil B. De Mille, Madam Satan, de 1930) que a produção se concentra.
Distribuição: Vídeo Filmes


Dia 08 de setembro, sábado

17h: BAILE PERFUMADO
Brasil, 1997, 100 min, 16 anos.
Direção: Paulo Caldas, Lírio Ferreira
Elenco:Duda Mamberti, Luís Carlos Vasconcelos, Aramis Trindade.
Sinopse: O filme retoma a história de Virgulino Ferreira, o Lampião, por meio da biografia do imigrante libanês Benjamin Abrahão, que foi uma espécie de assessor do Padre Cícero - um outro mito do povo nordestino. Sua história é contada a partir da morte de Padre Cícero, em 1934, e se estende até 1938, ano do assassinato de Lampião. Baile Perfumado enfoca um Lampião que se deslumbra com os primeiros rasgos de modernidade no sertão, coisas como o uísque escocês, a máquina fotográfica e o perfume francês, que utilizava em grandes bailes. Um personagem diferente daquele lembrado por tiros e emboscadas.
Distribuição: Rio Filme

19h: TERRA ESTRANGEIRA
Brasil, 1995, 100 min, 16 anos.
Direção: Walter Salles, Daniela Thomas
Elenco: Fernanda Torres, Fernando Alves, Luis Melo.
Sinopse: Uma mulher espanhola pretende retornar a sua terra natal, mas vê seu sonho abalado pelo confisco da era Collor e morre. Amargurado com a situação e a morte da mãe, Paco decide realizar a viagem e, na falta de dinheiro, aceita levar uma encomenda para Portugal em troca de passagem e hospedagem. É quando acaba envolvido com traficantes de drogas. Ele é ajudado por brasileiros que vivem em Portugal e se apaixona por uma jovem conterrânea, mas corre sério perigo.
Distribuição: Rio Filme

21h: CRONICAMENTE INVIÁVEL
Brasil, 1999, 101 min, 18 anos.
Direção: Sérgio Bianchi
Elenco: Dira Paes, Zezeh Barbosa, Daniel Dantas
Sinopse: O filme tem como ponto de partida um refinado restaurante paulistano. O proprietário, Luís, sua amiga, Maria Alice, o marido dela, Carlos, e a gerente, Amanda, discutem a dificuldade de sobrevivência mental e física em meio ao caos da sociedade brasileira. Uma crítica que atinge a todos - independente de posição social ou da postura assumida.
Distribuição: Rio Filmes


Dia 09 de setembro, domingo

17h: CENTRAL DO BRASIL
Brasil, 1998, 111 min, 12 anos.
Direção: Walter Salles
Elenco: Fernanda Montenegro, Marília Pêra, Vinícius de Oliveira.
Sinopse: Dora, uma mulher que escreve cartas para analfabetos na Central do Brasil, estação ferroviária carioca. A mãe de Josué pede para a ex-professora escrever e enviar uma carta para o pai do garoto, mas, como sempre, Dora a joga fora. Quando a mãe do menino morre atropelada, ela resolve vendê-lo a traficantes de crianças, porém um sentimento de culpa faz com que Dora acabe voltando atrás e ainda ajude Josué a encontrar seu verdadeiro pai. 
Distribuição: Sony Pictures

19h30: CARANDIRU
Brasil, 2002, 146 min, 16 anos.
Direção: Hector Babenco
Elenco: Chico Díaz, Murilo Benício, Maria Padilha, Adriano Stuart
Sinopse: Carandiru conta a história de um médico que se propõe fazer um trabalho de prevenção à Aids no maior presídio da América Latina: a Casa de Detenção de São Paulo, mais conhecida como Carandiru. Lá, ele entra em contato com o que, aqui fora, a maioria das pessoas tem medo de imaginar: violência, superlotação, instalações precárias, falta de assistência médica e jurídica. Porém, o médico testemunha solidariedade, organização e uma grande disposição de viver. O suficiente para que ele resolva iniciar um trabalho voluntário. As consultas passam a ultrapassar a saúde dos pacientes e desdobram-se em narrativas cheias de vitalidade.
Distribuição: Columbia

22h10: JANELA DA ALMA
Brasil, 2001, 73 min, Livre.
Direção: João Jardim, Walter Carvalho
Elenco: Hermeto Pascoal, Marieta Severo, José Saramago.
Sinopse: Neste documentário de Walter Carvalho e João Jardim, 19 pessoas foram ouvidas para compor um panorama sobre a visão. O trabalho se baseia nos depoimentos sobre como elas se vêem, como vêem os outros e como se relacionam com o mundo. Todas elas têm em comum algum grau de deficiência visual, da miopia à cegueira total. Entre os entrevistados estão o Prêmio Nobel de Literatura José Saramago, o vereador mineiro Arnaldo Godoy, o diretor alemão Wim Wenders, o neurologista Oliver Sachs e o fotógrafo franco-esloveno Evgen Bavcar, que é completamente cego.
Distribuição: Copacabana Filmes


Dia 10 de setembro, segunda-feira

17h: CIDADE DE DEUS
Brasil, 2001, 130 min, 16 anos.
Direção: Fernando Meirelles
Elenco: Matheus Nachtergaele, Jeffchander Suplino, Jonathan Haagensen.
Sinopse: O longa conta a história de dois meninos - Buscapé e Dadinho/ Zé Pequeno, durante a ocupação do conjunto habitacional Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. Enquanto o primeiro consegue resistir ao apelo de se tornar bandido e vira fotógrafo, o outro se transforma no mais temido bandido do Estado.
Distribuição: Lumière Filmes

19h30: NARRADORES DE JAVÉ
Brasil, 2002, 107 min, Livre.
Direção: Eliane Caffe
Elenco: José Dumont, Nelson Xavier, Matheus Nachtergaele.
Sinopse: Somente uma ameaça à própria existência pode mudar a rotina dos habitantes do vilarejo de Javé. Eles se deparam com o anúncio de que o local pode desaparecer sob as águas de uma enorme usina hidrelétrica. Diante da notícia, a comunidade adota uma ousada estratégia: preparar um documento oficial, contando todos os grandes acontecimentos heróicos de sua história, justificando sua preservação. Como a maioria dos moradores é analfabeta, a primeira tarefa é encontrar alguém que consiga retratar os acontecimentos. O principal candidato a realizar a tarefa é o anárquico Antônio Biá, o único do vilarejo que sabe escrever. Mas as pessoas não conseguem chegar a um acordo sobre quais versões correspondem à realidade do lugar, iniciando um duelo poético entre os contadores com suas histórias, muitas vezes fantásticas e lendárias.
Distribuição: Lumière Filmes

21h30: AMARELO MANGA
Brasil, 2003, 100 min, 18 anos.
Direção: Cláudio Assis
Elenco: Matheus Nachtergaele, Jonas Bloch, Leona Cavalli,
Sinopse: Histórias de encontros e desencontros amorosos que acontecem no submundo de Recife, revelando personagens exóticos: um açougueiro infiel casado com uma evangélica; um traficante necrófilo; a dona de um botequim assediada pelos frequentadores e um cozinheiro homossexual.
Distribuição: Rio Filme


Dia 11 de setembro, terça-feira

15h: BICHO DE SETE CABEÇAS
Brasil, 2000, 88 min, 14 anos.
Direção: Laís Bodansky
Elenco: Rodrigo Santoro, Othon Bastos, Cássia Kiss.
Sinopse: Neto, um jovem estudante que não consegue se entender com os pais, acaba vivenciando a violência do sistema de saúde mental brasileiro. Uma tragédia doméstica sobre a intolerância e incomunicabilidade dentro de uma família e sobre o uso do sistema manicomial para vigiar e punir os pequenos desvios de conduta que não são infrações legais, mas não se encaixam nos valores da sociedade. Inspirado no livro Canto dos Malditos, de Austregésilo Carrano Bueno.
Distribuição: Columbia

17h: TÔNICA DOMINANTE
Brasil, 2000, 80 min, Livre.
Direção: Lina Chamie 
Elenco: Fernando Alves Pinto, Carlos Gregório, Vera Zimmerman
Sinopse: Três dias na vida de um musicista. No primeiro dia, o personagem passa por uma situação de solidão e fragilidade. No segundo dia, o que era para ser um evento agradável acaba se transformando num pesadelo. No terceiro dia, o jovem finalmente encontra a plenitude através da música. O filme é uma metáfora da criação musical. Os três dias na vida do jovem musicista, o "herói" do filme, equivalem aos três movimentos de uma sonata musical clássica.
Distribuição: Superfilmes

19h: O VELHO – A HISTÓRIA DE LUÍS CARLOS PRESTES
Brasil, 1997, 105 min, Livre.
Direção: Toni Venturi
Elenco: Paulo José, Eliane Brum, Nelson Werneck Sodré
Sinopse: O filme é um documentário voltado para um público que pouca oportunidade teve de conhecê-lo. Um produto cultural cujo objetivo é estimular a reflexão. Uma ferramenta de pesquisa à disposição dos estudantes e formadores de opinião. Procura fornecer informações do nosso tempo, através de um roteiro complexo. Ele abrange depoimentos de testemunhas da história, imagens de época, uma narração informal e informativa e pequenos respiros poéticos, cenas ficcionais que remetem nosso imaginário a pequenos detalhes da vida de Prestes e seu tempo.
Distribuição: Rio Filme

21h: HANS STADEN
Brasil, 1999, 92 min, 12 anos.
Direção: Luiz Alberto Pereira
Elenco: Carlos Evelyn, Darci Figueiredo, Stênio Garcia,
Sinopse: O filme conta a história de Hans Staden, viajante alemão que em 1550 naufragou no litoral de Santa Catarina. Ele viveu alguns anos junto aos colonizadores portugueses, mas um dia, procurando um escravo que sumira, é capturado por índios Tupinambás, tribo inimiga dos portugueses e de seus aliados. Para não ser morto e devorado, Staden precisa inventar estratégias e mentiras e apelar para o misticismo da tribo, virando curandeiro e adivinho. Depois de nove meses entre os Tupinambás, ele consegue ser libertado e voltar para a Europa, onde escreveu suas memórias.


Dia 12 de setembro, quarta-feira

17h: REFLEXÕES DE UM LIQUIDIFICADOR
Brasil, 2010, 80 min, 16 anos.
Direção: André Klotzel
Elenco: Selton Mello, Ana Lúcia Torre, Germano Haiut
Sinopse: Elvira, uma dona de casa de aparência pacata e simpática, ouve uma voz estranha na cozinha: é o liquidificador, que começa a falar com ela. Um belo dia, Onofre, o marido de Elvira, desaparece sem deixar vestígios.
Distribuição: Brás Filmes

19h: O CHEIRO DO RALO
Brasil, 2004, 99 min, 16 anos.
Direção: Heitor Dhalia
Elenco: Selton Mello, Silvia Lourenço, Alice Braga.
Sinopse: Lourenço é dono de uma loja que compra objetos usados. Pouco a pouco, ele troca a frieza de negociar pelo prazer de explorar os clientes por meio de jogos, que procuram sua loja quando atravessam dificuldades financeiras. Ele passa a identificar as pessoas como se estivessem à venda, cada uma com uma característica ou um objeto que lhe é oferecido.
Distribuição: Filmes do Estação


21h: O PALHAÇO
Brasil, 2011, 90 min, 10 anos.
Direção: Selton Mello
Elenco: Selton Mello, Paulo José, Giselle Indrid
Sinopse: Puro Sangue e Pangaré, pai e filho, são os donos do Circo Esperança e lideram uma trupe de artistas pelas estradas do país. Entre os espetáculos, surgem muitas cobranças em cima de Pangaré. Ele está exausto e obcecado pela seguinte ideia: "Eu faço todo mundo rir, mas quem é que vai me fazer rir?"
Distribuição: Imagem Filmes


Dia 13 de setembro, quinta-feira

17h: OS MATADORES
Brasil, 1997, 90 min, 16 anos.
Direção: Beto Brant 
Elenco: Chico Díaz, Murilo Benício, Maria Padilha, Adriano Stuart
Sinopse: Em um bar na divisa Brasil-Paraguai, um homem está para ser eliminado. Enquanto esperam o defunto encomendado, dois matadores, Toninho e Alfredão, revelam uma história em que é difícil encontrar culpados e inocentes. Presente e passado se misturam em torno da morte de Múcio, o pistoleiro mais competente da região, mostrando que matar ou morrer é uma fronteira fácil de se atravessar. Um chefe, uma bela mulher, um serviço a ser feito. O filme testa os limites da amizade, do medo e da traição.
Distribuição: Rio Filmes

19h: EDIFÍCIO MASTER
Brasil, 2002, 110 min, 12 anos.
Direção: Eduardo Coutinho
Sinopse: Depois de extensa pesquisa de Consuelo Lins, Cristiana Grumbach, Daniel Coutinho, Eliska Altman e Geraldo Pereira, uma equipe de cinema filmou o cotidiano dos moradores do Edifício Master, em Copacabana, durante uma semana. O prédio que fica a uma esquina da praia tem 12 andares e 23 apartamentos por andar. Ao todo, são 276 apartamentos conjugados, que abrigam cerca de 500 pessoas. Desse universo, 37 personagens foram escolhidos para protagonizar o filme.
Distribuição: VídeoFilmes 

PRÉ-ESTREIA DO RELANÇAMENTO
21h30: CABRA MARCADO PARA MORRER
Brasil, 1984, 119 min, 12 anos.
Direção: Eduardo Coutinho –
Sinopse: Em fevereiro de 1964 inicia-se a produção de Cabra Marcado Para Morrer, que contaria a história política do líder da liga camponesa de Sapé (Paraíba), João Pedro Teixeira, assassinado em 1962. No entanto, com o golpe de 31 de março, as forças militares cercam a locação no engenho da Galiléia e interrompem as filmagens. Dezessete anos depois, o diretor Eduardo Coutinho volta à região e reencontra a viúva de João Pedro, Elisabeth Teixeira - que até então vivia na clandestinidade - e muitos dos outros camponeses que haviam atuado no filme brutalmente interrompido.
Distribuição: H2O Filmes

Nenhum comentário: