26 de set de 2012

GRUPO POSITIVO LANÇA O INSTITUTO POSITIVO


Em meio às comemorações dos 40 anos de história do Grupo Positivo nasce o Instituto Positivo, que potencializará as ações de responsabilidade social das empresas e unidades educacionais

O Grupo Positivo, organização consolidada nas áreas de ensino, soluções educacionais, gráfica, tecnologia e cultura e entretenimento, lançará oficialmente, no dia 28 de setembro (sexta-feira), o Instituto Positivo (IP), nova frente do Grupo, que nasce como uma contribuição à sociedade que o apoiou direta ou indiretamente nesses últimos 40 anos. O IP surge para fortalecer o terceiro setor brasileiro e também para tornar as empresas do grupo cada vez mais adaptadas a uma nova geração de consumidores, mais conscientes e informados.
Ao longo da trajetória do grupo, muitas iniciativas culminaram na idealização do IP, tais como o projeto de preservação da Mata do Uru, uma área conservada e mantida pelo Grupo Positivo desde 2003 na região da Lapa, no Paraná. A adoção da Mata do Uru foi o embrião do Programa de Desmatamento Evitado (PDE), que se transformou em política pública no estado. O projeto desenvolvido em José de Freitas, que oferece a alunos da educação pública do município piauiense a experiência do ensino digital; a gestão ambiental das fábricas do grupo; e a construção do pavilhão de eventos Expo Renault Barigui sob conceitos ambientais também contribuíram para o nascimento do IP.
O IP será o alicerce de todas as ações ecoeficientes, comunitárias e solidárias que já vêm sendo praticadas pelas empresas do Grupo Positivo. “Trata-se de um compromisso de uma empresa genuinamente brasileira, com a melhoria da comunidade em que atua, por meio da educação. O Instituto Positivo foi criado para tangibilizar os valores do grupo através de iniciativas concretas, ao mesmo tempo em que reforçará os valores e o compromisso da organização em impulsionar o desenvolvimento do país e dialogará com a comunidade, investindo esforços para um futuro mais sustentável e para uma sociedade mais justa”, afirma o diretor do grupo, Hélio Rotenberg.
Serão duas frentes de atuação: investimento social, que atuará junto à educação, mobilização social e meio ambiente, e responsabilidade social. “O Grupo Positivo tem um amplo potencial, que não se limita aos muros da empresa. Além de atuarmos em diferentes frentes de negócios, contamos com profissionais que têm competência para contribuir com as comunidades nas quais atuamos, além de formarmos, diariamente, uma grande quantidade de pessoas com nossos materiais didáticos e em nossas unidades educacionais”, completa a diretora do IP, Eliziane Gorniak.

Investimento social

Investimento em talentos e fortalecimento de esferas participativas da sociedade são os objetivos dos esforços em educação. “Queremos identificar e apoiar alunos com altas habilidades cognitivas, com o objetivo de incluí-los em boas escolas e desenvolver seus talentos potenciais. O Grupo Positivo conta com uma extensa rede de parceiros, com os quais poderemos aliar esforços para contribuir com o desenvolvimento da comunidade”, explica Gorniak. O público-alvo da iniciativa abrange alunos de alta performance da rede pública e estudantes do Colégio Positivo e de escolas conveniadas. Além da identificação de talentos, esse investimento social privado apoiará projetos das escolas conveniadas voltados à educação na comunidade, com o objetivo de impactar positivamente as localidades onde essas escolas estão instaladas. Promover a socialização do conhecimento entre a comunidade e a Universidade Positivo, por meio de ações de extensão comunitária sistematizadas, com o objetivo de impulsionar o aprimoramento pessoal e profissional do acadêmico e o desenvolvimento social de comunidades, também é foco da iniciativa.
 Na área de mobilização social, o IP será responsável por manter o Programa Positivo de Voluntariado, estimular a destinação de Imposto de Renda de pessoas físicas e jurídicas a organizações sem fins lucrativos de utilidade pública e organizar campanhas e doações. “O Programa de Voluntariado tem, como principal finalidade, mobilizar e sensibilizar colaboradores para a destinação de tempo e talento, por meio de ações espontâneas, não remuneradas e sistematizadas. Assim, será possível impulsionar o desenvolvimento social e profissional de colaboradores ao mesmo tempo em que beneficia a comunidade”, detalha a diretora. Em meio ambiente, colaboradores e alunos do Grupo Positivo serão motivados a realizar atividades que os sensibilize para o consumo consciente e a destinação correta de resíduos, por exemplo.

Responsabilidade social

Estão definidas também as atividades de responsabilidade social do Grupo Positivo. Entre elas, a implantação, até o fim de 2013, do Sistema de Gestão Ambiental nas unidades do Grupo Positivo, para garantir o cumprimento legal na área ambiental e realizar um monitoramento contínuo dos impactos gerados pelas empresas. “Teremos uma ferramenta de gestão de responsabilidade social e prestaremos contas a respeito da atuação do grupo e de suas práticas de sustentabilidade”, informa Rotenberg. No que se refere a fornecedores, ampliar a relação de confiança, segundo a diretora, os incentivará a adotar práticas sustentáveis em seus negócios. “Dessa maneira eles passarão a influenciar suas cadeias produtivas, criando redes de relacionamento cada vez mais positivas e benéficas para o mercado e para a sociedade”, pontua.
 Além de oferecer suporte a todas essas ações, a criação do IP representa também o ato de crescer e evoluir economicamente, ao mesmo tempo em que a sociedade e o meio ambiente recebam amplos benefícios. “A sustentabilidade é um desafio que há muito foi inserido em nossa gestão, decisão e processos. O que buscamos com o IP é intensificar todas essas atividades que já realizamos, além de avançar em novos programas que priorizem e continuem a agregar valores como o respeito, a cooperação, a atitude, o diálogo, a diversidade, a mobilização social, o desenvolvimento local e seu impacto na comunidade e, sobretudo, a ética. Sabemos que os desafios sociais e educacionais no Brasil são grandes, mas temos consciência do nosso papel na sociedade e que precisamos olhar para o futuro e agir. É com esse compromisso que nasce o Instituto Positivo”, finaliza a diretora.



SOBRE O GRUPO POSITIVO – Fundado, em 1972 na cidade de Curitiba (PR), o Grupo Positivo é a maior corporação do segmento de Educação e Tecnologia no Brasil, conta com mais de 9, 5 mil colaboradores, e atua no Brasil e Estados Unidos, além de países da Ásia, América do Sul, África e Europa. Reúne empresas líderes nacionais nos três segmentos em que atuam: educacional, gráfico-editorial e informática. Na área educacional, atende em sala de aula quase 10 milhões de alunos desde a Educação Infantil à Educação Superior com seus produtos e serviços educacionais. Conta com escolas próprias e uma universidade, além de uma rede de escolas públicas e privadas conveniadas a seus sistemas de ensino criados a partir de uma metodologia própria criada pelos professores-fundadores do Grupo Positivo. Possui uma editora, que tem no portfólio o Dicionário Aurélio, conta com a maior gráfica da América Latina e se consolida na área tecnológica, com a produção de computadores, softwares e soluções educacionais para o mercado corporativo e de varejo nacional e internacional. Possui cinco portais de Internet com conteúdo educacional adotados por instituições públicas e particulares da Educação Infantil à Educação Superior. (Na internetwww.positivo.com.br).

Nenhum comentário: