9 de ago de 2012

Vídeo-instalações de artista suíça ganham montagem no MuBE


Katja Loher, uma das vídeoartistas mais inovadoras da atualidade, projeta cerca de 30 vídeos em diferentes suportes. A mostraInterplanetary Constellations 2012 fica de 14 a 29 de agosto no MuBE.

http://www.katjaloher.com/schach1.jpgO MuBE  recebe em agosto a mostra Interplanetary Constellations 2012, criada por Katja Loher, artista suíça radicada em Nova Iorque. Para criar suas obras, ela abandona as telas tradicionais de projeção de vídeo e cria novos suportes incorporando coreografias e sons. A montagem terá cerca de 30 vídeoinstalações e vídeoesculturas, sob curadoria de Monika Burian Jourdan. Seus trabalhos fazem referência à tensão entre as fantasias de contos de fada e a realidade. A mostra fica de 14 a 29 de agosto no MuBE.
Katja Loher é considerada por muitos como o marco inicial no cenário internacional da escultura em vídeo, por fazer uma abordagem não tradicional apresentando vídeos projetados através de vidro, líquido ou sobre grandes balões, resultando em obras escultóricas as quais ela se refere como bolhas, miniversos e vídeoplanetas.
“Como artista, eu orquestro uma linha entre dois pólos: os reinos interrelacionados de fantasia e o mundo dos fatos objetivos”, explica Katja. “Aqui, a realidade exterior estimula o reino da fantasia e gera o poder da imaginação. Por meio do meu trabalho eu quero estimular os nossos sonhos, experimentação, imaginação e humor, evocar a magia e revelar perspectivas que nós comumente negligenciamos na vida cotidiana”, completa.
Um vídeoinstalação que ganhará destaque no MuBE será "A Chessfield". Nele observa-se um jogo de xadrez sendo jogado. Os jogadores no início são capazes de controlar suas peças, mas de repente descobrem que perderam o controle e as peças ganharam vida própria. A obra explora a relação entre aqueles que estão no topo e os que estão nos escalões inferiores da sociedade. O tabuleiro de xadrez torna-se um campo de batalha em que os acordos sociais evaporam, deixando todos os participantes tentando sobreviver como podem. “Com os vídeoesculturas eu tento de libertar o vídeo da tecnologia, porque vejo a arte como uma linguagem e tecnologia apenas algo elementar”, explica Loher.
O trabalho de Katja Loher lança mão de uma técnica artística sólida e suas exposições caracteristicamente abrangem performance, escultura e objetos em 3D. Os vídeos artísticos de Katja vivem em mundos próprios, escondidos dentro do desenho de objetos derivados de uma bola ou distribuídos ao longo da superfície de frágeis balões. O círculo como símbolo mágico é tema recorrente em seu trabalho.
Loher domina com excelência a dificuldade existente entre um objeto bem concebido, o qual já é belo sem vídeo, e o vídeo em si, articulando eloqüentemente sobre a importância do indivíduo na contribuição para o sucesso do todo.
O mundo surreal de Loher é povoado por figuras realísticas que quebram os espaços virtuais e parece nos prevenir de um colapso ecológico. Em muitos de seus vídeos ela examina o papel vital das abelhas na perpetuação da sobrevida global, por meio de suas obras. Loher propõe uma metáfora entre a condição humana e a preocupação das abelhas com o colapso da colônia. Cada composição de Katja Loher é uma performance orquestrada e cuidadosamente manipulada, dando ao expectador um panorama de um microcosmo crítico sobre a perpetuação da existência humana.
Sobre a artista
Katja Loher realizou exposições individuais nos Estados Unidos, Europa e Ásia. Em 2010 seu trabalho foi incluído na exposição de Inauguração do MAXXI Museo, em Roma. Seus trabalhos estiveram na United Pavilion da Shanghai World Expo em 2010, na Arsenal Nord na 12ª Bienal de Arquitetura de Veneza em 2010, Bienal Chongqing na China em 2009 e na Siggraph Asia em Yokohama no Japan em 2009. Ela já recebeu vários prêmios e subsídios, e sua obra se destaca em várias coleções de arte como do Banco Credit Suisse, em Genebra na Suíça, Galleria Comunale D’arte Contemporanea na Italia, The Horsecross Collection in Perth na Inglaterra, e NArts collection, Tókio, Japão, dentre outros

Interplanetary Constellations 2012
MuBE - Museu Brasileiro da Escultura
Ao público: 14 a 29 de agosto
Entrada gratuita.
Endereço: Av. Europa, 218. São Paulo
Informações: 11 2594-2601mube@mube.art.br
Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 10h às 19h

Nenhum comentário: