12 de jul de 2012

Senador Álvaro Dias defende na Rádio Iguatemi direito do povo em saber votos dos senadores


Senador Álvaro Dias defende na Rádio Iguatemi direito do povo em saber votos dos senadores
São Paulo, 11 de julho de 2012 - Logo após a cassação do senador Demóstenes Torres (Sem Partido) pelo Senado por 56 votos a favor, 19 contrários e 5 abstenções, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) afirmou em entrevista àRádio Iguatemi (www.radioiguatemi.com.br), que a decisão “representa a vitória da moralidade” para o Legislativo Nacional.
O parlamentar que é autor da proposta de votação aberta no Senado declarou seu voto a favor pela cassação do parlamentar. A votação que levou a perda do mandato de Demóstenes foi secreta e os senadores foram proibidos de revelar o voto durante a sessão.
O senador Álvaro Dias além de revelar seu voto considerou justa a reivindicação da sociedade que gostaria de ter conhecimento dos parlamentares que votaram a favor e contra a cassação, além da autoria das abstenções.

Aqueles que optaram pela cassação, devem abrir seu voto manifestando-se publicamente. Só assim, o eleitor consciente poderá separar o joio do trigo”, disse Álvaro Dias na entrevista à Rádio Iguatemi.

Além da cassação do mandato de Demóstenes Torres, a votação no plenário do Senado implicou na perda de seus direitos políticos por oito anos, tempo em que fica impedido de concorrer a cargos públicos. O ex-líder do DEM ficará inelegível até 2027 (oito após o término da legislatura para o qual foi eleito), quando terá 66 anos.
Sobre a Rádio IguatemiRádio Iguatemi - www.radioiguatemi.com.br – alcançou um novo patamar no rádio nacional com a implementação de características que privilegiam a informação, entretenimento e prestação de serviço aos ouvintes. Esse novo formato permitiu o crescimento de audiência daRádio Iguatemi em mais de 400% somente em 2011. Atualmente, a rádio Iguatemi faz parte de uma rede de emissoras, operando nas frequências AM 1.370 (São Paulo) e 1.520 (Mogi das Cruzes) e FM 96,5 (Campinas), 100,5 (Sorocaba) e 94,1 (Distrito Federal).

Nenhum comentário: