12 de jul de 2012

Fast-food saudável chega ao Brasil




Fast-food saudável chega ao Brasil


Pratos saborosos, ingredientes frescos e naturais compõem as refeições rápidas e saudáveis da suíça not guilty®

Comer fora de casa faz parte da rotina de quase 22% dos brasileiros, especialmente daqueles que vivem em grandes centros urbanos, estão sempre com a agenda cheia de compromissos e não têm tempo de se alimentar adequadamente. Pensando nesse público, a not guilty® chega ao Brasil com a meta de instalar  30 restaurantes em território nacional até 2015. Nascida na Suíça, em 2007, a empresa foi criada por Roland Wehrle com o objetivo de oferecer alimentação rápida e saudável para todas as pessoas que querem comer bem, sem o rótulo de comida vegetariana.

O segredo das delícias preparadas pelos chefs está no frescor dos ingredientes que compõem cada prato. Saladas crocantes, molhos naturais, sucos de fruta de verdade e sopas e sanduíches feitos na hora e na frente dos clientes fazem parte da proposta da empresa. Para ter ingredientes, legumes, frutas, verduras e temperos fresquinhos, a not guilty® faz uma seleção criteriosa de fornecedores e só adquire produtos daqueles que estejam comprometidos com a sustentabilidade, a saúde e o bem-estar dos consumidores.

O menu inicial foi elaborado pelo renomado chef Roman Okle, considerado o melhor do mundo em 2011, e tem ingredientes naturais e com toques orgânicos. A inauguração no Brasil, em São Paulo (Rua do Rócio, 209, Vila Olímpia), aconteceu neste mês de julho. “Somos uma empresa sustentável, preocupada em servir alimentação saudável, equilibrada, gostosa e com um jeito “twist” (algo surpreendente) que só nós sabemos preparar. Queremos que os nossos clientes sintam-se em um pedaço do paraíso quando estiverem em um restaurante da not guilty®”, detalha o empresário Sérgio Freire, CEO da empresa no País.

Expansão
A not guilty® é um modelo de negócio rentável e lucrativo através de franchising tanto no Brasil quanto no exterior. Além disso, a marca tem um elevado potencial de mercado para produtos e canais de distribuição. A meta é inaugurar 30 unidades no Brasil até 2015, atingindo consumidores com idade a partir de 16 anos, baseados principalmente nas classes A e B com predomínio do público feminino. A marca chama a atenção dos LOHAS generation, traduzido como Estilos de Vida de Saúde e Sustentabilidade. Esse público está presente em todas as classes sociais e tem a saúde como conceito de vida. A empresa tem ainda um potencial enorme para se comunicar e atender às pessoas que gostariam de ter um estilo de vida “not guilty®”, buscando uma pausa diante de suas vidas agitadas e dando mais atenção ao que comem.

Nos dias atuais, o mercado de alimentação em franquia vem passando por grandes mudanças, pois o público consumidor está ávido por novidades. Hoje, o Brasil destaca-se ocupando o 2º lugar no franchising mundial em redes de franquia. Mantendo a tradição Suíça, todas as novas lojas da not guilty® serão minuciosamente estudadas e implantadas de acordo com as rigorosas métricas de aprovação.Este plano consiste em 30 lojas em 3 anos. A primeira foi na Rua do Rócio, 209 – Vila Olímpia em São Paulo, SP.

Sérgio Freire, CEO Not Guilty no Brasil
Sérgio Freire, 37 anos, é empresário e CEO da not guilty® no Brasil. Com mais de 15 anos de experiência no gerenciamento de marketing e desenvolvimento de negócios em mercados de alta competitividade, como Franchising e Varejo, assume a direção da empresa. O novo desafio de sua carreira tem como meta proporcionar aos moradores das grandes cidades que fazem suas refeições fora de casa uma alimentação rápida e saudável, sem ser exclusivamente vegetariana. Pós-graduado pela FGV, atuou como diretor de Franchising,  Novos Negócios e Marketing em empresas de grande porte.  




Sobre a not guilty®

A empresa surgiu na Suíça, em 2007, quando Roland Wehrle, seu fundador ainda estava na faculdade. Depois de muitas pesquisas, decidiu abrir um negócio inovador, saudável, saboroso, sustentável e rápido. Assim nasceu a primeira loja fast-food not guilty® no País. Em 2008, período em que o volume de consumo fora do lar representou 20,3 bilhões de francos suíços com taxa de crescimento entre 5% e 7% ao ano, Roland fecha uma parceria com Georg Lang, cofundador, graduado em hotelaria e gestão de restaurantes, com mais de quatro anos de experiência, para traçar as estratégias de marketing nesta operação. Em 2010, é inaugurada a segunda loja da rede. Em 2011, a empresa chega ao Brasil, com o objetivo de oferecer refeições rápidas, leves e extremamente saudáveis sem ser exclusivamente “verde” ou vegeteriana para públicos das grandes cidades que fazem suas refeições for a de casa.

Nenhum comentário: