12 de jul de 2012

Clodoaldo Silva e Hortencia estão no projeto de incentivo ao esporte, da Nissan, lançado hoje


Clodoaldo Silva.jpg


CLODOALDO SILVA E HORTENCIA MARCARI ESTÃO NO PROJETO DE INCENTIVO AO ESPORTE,

DA NISSAN

O atleta paralímpico Clodoaldo Silva e a ex-jogadora de basquete Hortencia Marcari foram escolhidos para serem os representantes do “Time Nissan”, um programa de apoio a 30 promissores atletas brasileiros, de todas as regiões do País, lançado hoje, 11.07, no Rio de Janeiro.
O programa consiste em acompanhar estas futuras estrelas do esporte nas jornadas diárias de treinos e competições até os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, Rio 2016. Com essa iniciativa, a empresa automobilística pretende colaborar e contribuir nos próximos quatro anos na formação de grandes atletas, que irão lutar para alcançar suas metas e conquistar medalhas para o Brasil.
O “tubarão das piscinas”, como Clodoaldo é chamado, maior medalhista paralímpico do Brasil, será um dos “mentores” do programa e servirá de espelho e incentivo para que os atletas participantes do “TIME NISSAN” possam atingir as metas, como atletas e pessoas. “Serviremos também como exemplo, dividindo com eles e com os demais brasileiros nossas experiências de vida, ajudando-os a representar nosso país com muita garra, dedicação e determinação”, diz Clodoaldo.
Este momento é muito importante para o desporto e principalmente para o movimento paralímpico brasileiro. “Em um passado não muito distante, grandes empresas não queriam associar a sua imagem a uma pessoa com deficiência. Com esta parceria em que estou incluso, percebemos que este conceito esta mudando e desejo que essa iniciativa da NISSAN possa servir como exemplo para que outras empresas sigam o mesmo caminho”, sugereClodoaldo.

CLODOALDO – fase repleta de novidades e reconhecimento

         O “tubarão das piscinas” está numa fase boa, em que o seu trabalho está sendo reconhecido. O atleta participará da paralimpíada de Londres; quando competirá nas provas 50, 100 e 200 metros nado livre e 50 metros nado borboleta, categoria “S5”.
         Além de representar o Brasil nas piscinas, Clodoaldo também o fará na abertura dos jogos, quando conduzirá, junto com a velocista Ádria Santos, a tocha paralímpica.
         “Não irei competir sozinho, levarei comigo os mais de 25 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência. Quero levantar a bandeira dessas pessoas e chamar atenção do mundo para o potencial delas”, diz Clodoaldo. “Quero também servir de exemplo para as pessoas, com ou sem deficiências, verem que tudo é possível com determinação”.
         Outra boa novidade é que o longa metragem, que contará sua trajetória de superação e sucesso, é um dos contemplados pelo Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca (FAC), da RioFilme, e receberá investimento. “É mais uma grande realização para a minha carreira chegar às telonas”, brinca Clodoaldo. “Ter a certeza de que muitas pessoas terão acesso a minha vida e que poderei servir de incentivo é muito bom. O objetivo desse filme é mostrar como minha carreira colaborou para colocar o Brasil em destaque quando se fala de atletas paralímpicos. Bem como, é uma forma também de conscientizar a sociedade de que tudo é possível”, diz o atleta. O título do filme é “Clodoaldo Silva – O tubarão das piscinas” e será lançado em breve pela produtora Marca Filmes.
Clodoaldo tem patrocínio/parceria das empresas Furnas e Time Rio.



PERFIL


O atleta paralímpico Clodoaldo Silva, natural de Natal, no Rio Grande do Norte, conheceu a natação, em 1996, como processo de reabilitação. Dois anos depois, participou do primeiro campeonato brasileiro e ganhou três medalhas de ouro. No ano seguinte, teve as primeiras experiências internacionais e defendeu a seleção de natação nos jogos mundiais da Nova Zelândia e no Parapan do México. 
Uma trajetória esportiva marcada com muitas dificuldades, garra, abdicação, superação e muita persistência. O nadador é hoje o maior atleta da história do Brasil e um dos maiores do mundo.
         Em 2005, recebeu do Comitê paraolímpico internacional o título de melhor atleta do mundo e do COB recebeu o prêmio de hour concour. Esse último, só quem tem são os dois Ronaldinhos: O Gaúcho e o Fenômeno.
         O atleta ostenta cinco recordes mundiais, na categoria anterior, S4, que ainda não foram quebrados: 50 metros nado livre – 34,69; 100 metros nado livre – 1,16,99; 200 metros nado livre – 2.50.30; 50 metros nado borboleta – 42,18 e 150 metros nado medley – 2,32,57.
Com o slogan"Eu posso, eu consigo, basta ter determinação", Clodoaldo viaja todo o Brasil e ministra palestras motivacionais, nas quais conta sua história e mostra que tudo é possível.

Nenhum comentário: