3 de mai de 2012

LIVRO SOBRE A SÉRIE CHAVES GANHA EDIÇÃO AMPLIADA, TRAZ FATOS INÉDITOS E NOVAS IMAGENS


“Chaves – Foi sem querer querendo?” mostra curiosidades e novas histórias de um dos programas de maior sucesso da TV
chaves_foi_sem_querer_querendoNo ano em que o comediante Roberto Gómez Bolaños, criador das séries Chaves e Chapolin, comemora seus 83 anos com homenagens de fãs do mundo todo, o livro “Chaves – Foi sem querer querendo” ganha uma edição revista e ampliada pela Matrix Editora. Lançado pela primeira vez em 2005, o livro permaneceu por três meses na lista dos mais vendidos e atingiu a marca de mais de 25 mil exemplares vendidos.

A edição atualizada traz fatos inéditos e novas imagens que ilustram o livro. Entre os temas abordados pelos autores estão os episódios “perdidos”, que em 2011 foram ao ar causando grande repercussão na mídia e um alvoroço entre a comunidade de fãs. De acordo com os dados do Ibope, os episódios inéditos da série alcançaram a vice-liderança isolada na audiência.

Outro ponto abordado pelos autores é a mudança cultural no modo de assistirChaves. Segundo eles, a chamada Geração Y, que nasceu a partir dos anos 1980, é muito mais conectada com as novas mídias e não assiste ao programa apenas pela TV. “Entre essa turma, os episódios são vistos na TV, mas também estão nas memórias dos celulares, smartphones e demais acessórios”, explicam.

Além disso, não há, em nenhum outro país do mundo, incluindo o México, tantos sites dedicados aos seriados de Bolaños. Para a maioria dos fãs, sempre haverá o temor de Chaves sair do ar. “Nos ambientes digitais, os fãs trocam diversos arquivos, incluindo episódios completos, em alta resolução. Assim, caso Chaves pare de passar na TV, já está garantido na internet”, afirmam os autores.

Nesta nova edição, a biografia dos atores também está muito mais completa e recheada de detalhes inéditos, como as diversas versões sobre a saída de Carlos Villagrán (Quico) da série, e o triângulo amoroso entre ele, Florinda Meza (Dona Florinda) e Roberto Gómez Bolaños. 

A obra também mostra, entre outras coisas, a chegada do programa ao Brasil, a resistência dos diretores do SBT em lançar o humorístico, a contribuição dos dubladores para o sucesso no país, as batalhas pelo ibope e, ainda, um capítulo inteiro só de curiosidades sobre a série. Além disso, o livro procura desvendar como o programa tornou-se um fenômeno no México e no Brasil e, especialmente, como perdura há todos esses anos com bons índices de audiência.
Sobre os autores:
Luís Joly, Fernando Thuler e Paulo Franco são jornalistas com pós-graduação pela Cásper Líbero. Tornaram-se amigos na faculdade, dividindo a admiração pelo mundo de ChavesChapolin & cia. Joly e Thuler também escreveram Chaves & Chapolin  e Joly e Franco são autores de Os adoráveis Trapalhões. Atualmente desenvolvem suas carreiras em grandes empresas de comunicação.

Sobre a Matrix Editora:

A Matrix Editora é a única editora brasileira especializada em obras de humor e em temas bem-humorados. Em seu catálogo de autores constam nomes como Millôr Fernandes e Steve Martin, além de best-sellers como “Proibido para Maiores” e “Mothern – Manual da mãe moderna”.

Chaves – Foi sem querer querendo?
188 páginas
R$ 33,00



 Audições para cantores, apoie este projeto 
veja no site



Nenhum comentário: