28 de abr de 2012

Centro de Referência Kaingang é inaugurado no Museu Índia Vanuíre em Tupã


Durante evento que discutirá questões indígenas e o museu será apresentado ao público o projeto que reúne e promove as memórias do povo e da cultura Kaingang
Em memória aos 100 anos da “pacificação” dos Kaingang no oeste de São Paulo, será inaugurado no Museu Índia Vanuíre, em Tupã (SP), o primeiro e único Centro de Referência da etnia Kaingang. O lançamento acontecerá no dia 3 de maio, durante o I Encontro Paulista de Questões Indígenas e Museus e III Seminário Museus, Identidades e Patrimônio Cultural, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico, ACAM Portinari e o Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo. O Secretário de Estado da Cultura, Marcelo Araujo, viaja a Tupã para participar da abertura e primeiro dia de debates no dia 1º.
O Centro de Referência reunirá em diversas mídias - como vídeo, áudio e fotografia - publicações, relatórios e depoimentos sobre a população Kaingang.  A ação servirá de suporte para pesquisadores e professores indígenas, além de atender ao público interessado em conhecer um pouco da história e do momento atual desse povo.
Para a professora doutora Marília Xavier Cury, do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE-USP) e consultora do Museu Índia Vanuíre, o espaço da instituição é propício para a instalação do Centro por estar próximo as Terras Indígenas Vanuíre (município de Arco-Íris) e Icatu (Brauna), no território que era anteriormente Kaingang.
“O museu é uma instituição comprometida com as culturas indígenas e o Centro agregará mais valor, pois ampliará suas funções de pesquisa, social e educacional. Por outro lado, o local torna-se também polo de disseminação dos direitos indígenas, formação e capacitação”, explica Cury.
O I Encontro Paulista de Questões Indígenas e Museus e o III Seminário Museus, Identidades e Patrimônio Cultural serão realizados simultaneamente, de 1 a 3 de maio, no Museu Índia Vanuíre, e reunirão importantes profissionais,  pesquisadores e formadores de opinião dentro da museologia nacional e internacional, em especial nas áreas de etnologia, antropologia e arqueologia.
Ao todo, serão disponibilizadas 110 vagas, sendo 30 para docentes e alunos de universidades, 30 vagas para profissionais de museus e 50 para professores da rede pública de ensino, 20 das quais para professores da escola de educação indígena das TIs Vanuíre e Icatu. As inscrições podem ser feitas pelo site www.museuindiavanuire.org.br/encontro.

Memória dos 100 anos da “Pacificação” dos Kaingang no Oeste de São Paulo
Horário: das 17h30 às 19h30
Lançamento do Centro de Referência Kaingang
Com a presença de Marília Xavier Cury (MAE/USP), Niminon Suzel Pinheiro (Centro Universitário de Rio Preto – Unirp), Juracilda Veiga (Núcleo de Estudos de População – Nepo, Universidade Estadual de Campinas – Unicamp), Robson Antonio Rodrigues (Fundação Araporã), Valdenice Cardoso Soares Vaiti (diretora da Escola de Educação Indígena da TI Vanuíre), Licia Vitor (diretor da Escola de Educação Indígena Maria Rosa da TI Icatu) e Dirce Jorge de Melo (Escola Alternativa).

Horário: às 19h30 - Encerramento
Apoio Financeiro
FAPESP e CAPES

Serviço:
Período: de 1 a 3/5/2012

Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Vagas: 110 
Inscrições: pelo site www.museuindiavanuire.org.br/encontro 
Entrada: gratuita para estudantes e professores da rede pública de ensino e R$ 30 para docentes universitários e profissionais de museus
Informações: (14) 3491-2202

Nenhum comentário: