16 de jan de 2018

Visite a zona oeste do Rio de Janeiro e hospede-se no Ramada Recreio Shopping

O Rio de Janeiro ganhou, recentemente, mais uma opção de hospedagem diferenciada sob a bandeira Ramada. Integrado ao complexo do Recreio Shopping, e localizado ao lado das famosas e preservadas praias da região – Prainha, Grumari e Pontal e Guaratiba -, o Ramada Recreio Shopping é um empreendimento do Grupo Santa Isabel administrado pela Vert Hotéis.

O empreendimento possui 192 apartamentos com categoria Premium Economy e uma vocação especial para negócios e eventos. O centro de convenções, com capacidade para até 1.200 pessoas, está todo estruturado com equipamentos de áudio e vídeo que proporcionam uma experiência completa, desde pequenas reuniões a grandes eventos. Além disso, a área de Alimentos & Bebidas oferece um cardápio versátil e contemporâneo.
Os hóspedes podem contar com a conveniência das áreas sociais do Mall, já que o hotel está totalmente integrado ao maior shopping da região, o Recreio Shopping, que se consolida como polo facilitador de serviços, lazer, gastronomia e compras. No shopping, o turista encontra:  salas comerciais, supermercado, opções gastronômicas diversificadas, além de ótima praça de alimentação. Lojas de roupas, eletroeletrônicos, serviços e moda estão totalmente à disposição dos turistas. Quem se hospeda no Ramada Recreio tem acesso ainda a uma completa academia.
O gerente geral do hotel, Vicente Bruno aposta na completa infraestrutura para eventos como diferencial competitivo frente à concorrência na região.
“Contamos com a força de vendas nacional e internacional da bandeira e estamos trabalhando na captação de eventos para gerar boa ocupação para o empreendimento”, afirma. 
E os resultados comprovam isso. Com um pouco mais de um ano e meio de atividades, o Ramada Recreio Shopping já atingiu ocupação média de 47%. Durante as festas de Réveillon, o hotel fechou com uma ocupação média total de 98% de ocupação.
O NOVO RIO DO RIO DE JANEIRO NO RAMADA RECREIO
O mês de janeiro tem apresentado ótimos índices de ocupação. O hotel tem mantido, nessa primeira quinzena, uma média de hóspedes superior a 65%. Uma das causas é a excelente localização do hotel, pois o Ramada Shopping Recreio fica na melhor parte da zona oeste do Rio de Janeiro, uma área segura, com avenidas largas e arborizadas, praias ainda quase selvagens e preservadas, além de estar completamente rodeada pela Mata Atlântica. Outros três pontos importantes são: a segurança, a grande quantidade e diversidade de restaurantes e os shoppings a disposição dos turistas.
Muitos mineiros, paulistas e paulistanos, goianos, brasilienses e principalmente os argentinos têm descoberto os encantos dessa região ainda pouco explorada do Rio de Janeiro.
Um dos lugares especiais é a Barra de Guaratiba. É um bairro litorâneo que faz limite com Grumari e Recreio dos Bandeirantes. Fica, aproximadamente, a 56 km do centro da cidade. Para conhecer tudo o que interessa por lá, não tem jeito: é preciso estar motorizado, pois as distâncias são grandes.
Outra atração interessante é o Parque Estadual da Pedra Branca. Com nada menos de 12.500 hectares que se espalham por 17 bairros, incluindo Barra de Guaratiba, é a maior floresta urbana do mundo. O parque preserva a Mata Atlântica virgem, ruínas, sítios arqueológicos, mananciais hídricos e proporciona atividades de pesquisa e recreação ao ar livre.
Completam o roteiro: o Mirante da Grota Funda, que fica no alto da Serra homônima, que liga Guaratiba ao Recreio dos Bandeirantes; a Praça do mirante, muito visitada por turistas no verão; e a Pedra do Telégrafo - famosa pela “foto no abismo
O Ramada Recreio Shopping opera com tarifas flutuantes, mas tem diárias que variam entre R$ 170,00 e 210,00, o casal, incluindo um fartíssimo café da manhã, acesso a academia, internet banda larga. O hotel oferece restaurante e tem decoração contemporânea, alegre e jovial. Com certeza é o melhor custo benefício para conhecer o Novo Rio do Rio.
Confira:
Avenida das Américas, 19021 - Recreio dos Bandeirantes
Telefone: (021) 3609-3400

11 de jan de 2018

Vert Hotéis abre eSuites Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima (MG)

Desde o final de dezembro, a rede Vert Hotéis conta com um novo hotel em Minas Gerais. É o eSuites Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, a menos de 30 quilômetros da capital Belo Horizonte.
O empreendimento está situado no Condomínio Alphaville, um dos principais bairros com perfil residencial e comercial da região metropolitana, que conta com um privilegiado entorno da natureza, inclusive pela Lagoa dos Ingleses, assim como uma completa estrutura de serviços, oferecendo conforto e segurança.
Além disso, o hotel está inserido ao lado da FDC - Fundação Dom Cabral, a melhor escola de negócios da América Latina, segundo a Financial Times, atendendo diretamente o público de executivos, empresários e gestores públicos que frequentam a fundação.
A cidade de Nova Lima, que já foi considerado o melhor lugar de Minas Gerais para se viver, é hoje um importante polo turístico, gastronômico, cervejeiro, esportivo e cultural da região.
O destino apresenta atrações de ecoturismo e aventura, oferecendo atividades como trekking, mountain bike e wakeboard, e também é considerado porta de entrada para as tradicionais cidades históricas e para o Inhotim, o maior centro de arte ao ar livre da América Latina.
O eSuites Lagoa dos Ingleses tem uma estrutura de 123 apartamentos, área de lazer, piscina, sauna, academia, quadra de tênis, restaurante com vista para a lagoa e 4 salas de eventos.
Serviço:
eSuites Lagoa dos Ingleses – Alphaville
Av. Princesa Diana, 440 - Alphaville, Nova Lima – MG

3 de jan de 2018

A jornada emocionante de um cavaleiro brasileiro do Canadá até Barretos



Ficha técnica
ISBN: 9788595081505
Formato: 15,5 X 23 cm
Número de páginas: 328
Preço (pré-venda): R$ 29.90

Cavaleiro das Américas, lançamento da HarperCollins Brasil, traz a história de um homem que, movido por um sonho de criança, atravessa 10 países e inúmeras paisagens com seus cavalos
Até onde vale ir por conta de um sonho? Para o caubói Filipe Masetti Leite realizar o dele, foram necessários dois anos e 16 mil quilômetros passando por 10 países. Sim, o brasileiro saiu de Calgary, no Canadá, e foi até Barretos, no interior de São Paulo, acompanhado de seus cavalos Frenchie, Bruiser e Dude. Ao longo de inúmeras histórias, Filipe sempre teve uma certeza: nada mais seria como antes ao fim dessa longa viagem.
O sonho de realizar essa jornada vem desde criança quando o brasileiro escutava do pai a história quase mítica do maior caubói de todos os tempos, um homem que cavalgou da Argentina até Nova York para provar que os crioulos eram os cavalos mais resistentes do mundo. As cenas dessa odisseia eram narradas de geração em geração na família de Filipe até que, já adulto, ele descobriu o homem real por trás de seu herói: o professor suíço Aime Tschiffely, que realizou essa jornada na década de 1920. Inspirado pela ousadia e determinação de Tschiffely, Filipe nunca esqueceu o sonho de menino de fazer sua própria expedição.
Foi assim que, em 2012, após anos de preparação, ele partiu do Canadá, local em que morava, para Barretos, no Brasil, onde foi recepcionado por uma plateia de 40 mil pessoas ao fim da viagem. Nesta longa aventura, Filipe e seus cavalos passaram por desertos, rios, estradas, temperaturas diversas, além de terem enfrentado muitas dificuldades, imprevistos e até mesmo o risco de morte.
"Frenchie, com medo da água, entrou em pânico no meio do rio. Em vez de nadar como os outros cavalos, deu uma guinada para voltar à margem, mas em um instante foi arrastado pela correnteza furiosa. Agora nem sequer dava para vê-lo. Meu menino dourado se foi. E se ele se afogar? E se quebrar uma pata nas pedras? E se um crocodilo o pegar?"
Cavaleiro das Américas, lançamento da HarperCollins Brasil, é o relato emocionante dessa jornada mais que inusitada, permeada de desafios, surpresas e muita força de vontade, e das lições e inspirações que ela proporcionou. Cartéis de drogas mexicanos se misturam a pessoas de solidariedade extraordinária, e ao amor incondicional de um caubói por seus cavalos. Em meio a personagens e lições únicas, o leitor vai se sentir inspirado a pensar fora da caixa e não desistir de seus sonhos, por mais improváveis que pareçam.
A obra ainda vem com oito páginas de fotos coloridas que ilustram cenários da jornada de Filipe e seus cavalos, desde o início da viagem até a chegada em Barretos.

Sobre o autor: Filipe Masetti Leite é jornalista, caubói e aventureiro. Formado em jornalismo pela Ryverson University de Toronto, ele já fez trabalhos para a TV Omni, a Radio CBC e a Globo Internacional. Atualmente escreve para diversas publicações no Canadá e no Brasil, incluindo os jornais Toronto Star e Caledon Enterprise e as revistas Trip e Country Fever no Brasil. Durante a sua longa jornada de dois anos em cima de uma sela, Filipe filmou, editou e publicou 90 episódios de sua viagem, disponíveis agora no site www.outwildtv.com/journeyamerica. Depois da viagem a Barretos, Filipe levou seus cavalos para conhecer a Terra do Fogo e está sempre em busca de uma nova aventura.







#Podcultura  #SandraCamillo

Os lugares que crianças criam para se proteger




Autor: Karina Picon
Gênero: Infantil
Formato: 27 x 27
Páginas: 28
Preço de capa: R$ 10,90
editora Boa Nova, em obra inédita voltada ao público infantil, trata sobre as armadilhas de um falso conforto na qual os pequenos acreditam se esconder
A bolha era redonda. O espaço era pequeno e suficiente apenas para se vivenciar o básico, sem grandes emoções. No início era seguro, agradável, espaçoso e acolhedor, um lugar onde seus medos e tudo aquilo que considerava negativo não podiam atingi-la.
Na incrível analogia, A Bolha de Maju, a psicóloga Karina Picon conta a história de uma menina que, após se machucar fisicamente, resolveu criar uma bolha para se proteger de tudo que possa a ferir e magoar.
A ideia inicialmente parecia boa, porém foi privando a pequena garota de tudo que parecia ser divertido e importante.
A intenção da autora é incentivar as crianças a  reconhecer e enfrentar seus medos com coragem, fortalecendo assim a segurança e a auto estima dos pequenos. 
Coragem é uma qualidade de quem tem grandeza de alma. Não é a ausência do medo; é sentir o medo e mesmo assim fazer o que for preciso. É agir, é ter atitude, é sair da “zona de conforto”. É ter fé e confiar na existência de uma Força Maior que não nos desampara jamais
A Bolha de Maju, de Karina Picon e ilustrada por Rafael Sanches, demonstra que a zona de conforto só é boa no nome, e ao entrar nesta armadilha os pequenos deixam de viver grandes experiências colaborativas importantes para a sua formação e desenvolvimento.
Coragem serve como um alicerce para as pessoas enfrentarem as dificuldades com atitudes. Esse sentimento é necessário e as fazem reconhecer as coisas importantes da vida e as ajudam a não se render perante aquilo que as impedem de evoluir.

Lançamento do Livro: A Bolha de Maju.
Data: 29/11
Horário: 20 horas
Local: Sociedade Espírita Boa Nova
Endereço: Avenida Porto Ferreira, 931 - Parque Iracema - Catanduva/SP
Entrada: Franca 



Sobre a autora: É Catanduvense, formada pela PUC - Campinas em Psicologia, no ano de 1997, especialista em Terapia de Casal e Família pelo Instituto Bauruense de Psicodrama. Atua na área clínica e realiza palestras na área Educacional. Autora também do livro: "A Descoberta dos Dons - Uma lição para toda vida " lançado em 2015 pela Editora Boa Nova
Sobre a Boa Nova Editora: Em 1997, com o objetivo em atender o público espírita e espiritualista, surgiu a Boa Nova Editora que alcançou, logo nos primeiros anos, prestígio, reconhecimento e projeção nacional. A primeira publicação da editora foi o livro “Céu Azul”, psicografado por Célia Xavier de Camargo, seguida pelo best-seller “Renovando Atitudes”, psicografado por Francisco do Espírito Santo Neto. Hoje, com mais de dois milhões de livros impressos, a Editora Boa Nova é referência de sucessos editoriais. São romances, roteiros de estudo doutrinários, livros infantis e infanto-juvenis, assim como as obras básicas do Espiritismo e outras filosóficas que visam contribuir com o desenvolvimento espiritual e cultural de seus leitores. Paralelamente aos trabalhos doutrinários, e conscientes de seu papel social, os médiuns e escritores que atuam junto à Boa Nova fazem com que os recursos obtidos com a venda de suas publicações sejam revertidos para diversos projetos sociais e assistenciais, inclusive, para a manutenção das atividades da Sociedade Espírita Boa Nova.
#Podcultura  #SandraCamillo

As vezes a única voz que precisamos ouvir é a do nosso eu interior


Ficha técnica:Selo Pórtico
ISBN: 978-85-422-1103-0
Páginas: 191
Preço: R$ 32,90

“Sabe aqueles fones chiques, grandes, confortáveis, que tampam toda a orelha e ainda têm o botãozinho de noise cancelling, pelo qual, através de ondas reversas, cancelam o ruído externo?”. É simplesmente incrível selecionar o que se quer ouvir e ficar automaticamente imune a todo ruído indesejado ao redor.
Afinal, os ruídos sempre vão existir, sejam eles nos comentários sobre o tempo, no barulho dos carros na rua ou da pessoa da frente, enfim, dos inevitáveis contatos humanos. Mas e se você simplesmente pudesse escolher não ouvi-los? Pode parecer um pouco apático, mas a realidade é essa, o que as pessoas precisam, na maioria das vezes, é apertar esse “botãozinho” e não escutar nada além dos barulhos de seus próprios pensamentos, que sim, são um tanto estridentes.
Quem nunca teve vontade de fazer isso na vida real? Em um simples clique silenciar os problemas rotineiros ou alguém chato, pois tudo que você precisava era de silencio para refletir e entender tudo o que estava se passando. Pode parecer, mas não é falta de empatia, é somente a necessidade de achar a si mesmo. Se você escutar demais o que falam, talvez não ouça a própria voz, assim estará perdido, pois não saberá mais o que você é ou quem os outros são.
Fabiana Bertotti, autora do livro Onde Mora a Felicidade?, publicado pelo selo Pórtico da Editora Planeta, possui mais de 800 mil seguidores em suas redes sociais, debate os problemas da sociedade moderna e afirma que a felicidade é fruto de momentos simples e cotidianos.



O que você faria se tivesse uma segunda chance?



A Garota das Sapatilhas Brancas, spin-off de O Garoto do Cachecol Vermelho, traz versão e lembranças de Daniel e de outros personagens queridos pelos fãs da escritora
 Ana Beatriz Brandão, escritora com apenas 18 anos, acaba de lançar seu novo livro pela Editora Verus, do Grupo Editorial Record: A Garota das Sapatilhas Brancas. Spin-off de O Garoto do Cachecol Vermelho, que já está na quinta edição, este segundo romance da autora e quarto livro já publicado, mostra, através das lembranças de diversos personagens já conhecidos e amados pelo leitor, como decisões podem afetar o destino. E os fãs já podem preparar os lenços novamente porque a trama é cheia de emoções.
Na história, Daniel Lobos vive a vida plenamente. Dono de um coração enorme, o jovem divide seu tempo entre duas paixões: a música e as causas sociais. Até que seu caminho cruza o de Melissa, uma bailarina preconceituosa e mesquinha, que põe à prova aquilo em que ele mais acredita: que todo mundo merece uma segunda chance.
Diferentemente do que acontece em O Garoto do Cachecol Vermelho, agora os leitores irão acompanhar o outro lado da história, que é o de Daniel, portador de uma doença degenerativa sem cura, a Esclerose Lateral Amiotrófica, mais conhecida como ELA.
Não sabia o que pensar, e nem como agir. Era como se todos os pensamentos que eu pudesse ter naquele momento tivessem sido sugados da minha mente. Tudo o que podia fazer era sentir, e acho que nem isso conseguia fazer direito. Eu tenho esclerose lateral amiotrófica. Tenho uma doença degenerativa sem cura.
Vítima da mesma doença do pai, ele tenta se desviar dos familiares que tanto fazem perguntas sobre seu estado enquanto faz de tudo para arrancar sorrisos de Melissa. Quando ele propõe a ela o plano de passar dois meses juntos para que ela passe a ver a vida de forma diferente, a aproximação entre os dois se torna inevitável. Agora, nada mais será como antes.
Quando ela apertou minha mão, selando nosso acordo, eu soube que conseguiria. Nunca tive tanta certeza de algo na vida, como se de repente tudo fizesse sentido. Posso ter parecido um louco naquele momento, afinal nos conhecíamos fazia tão pouco tempo. Mas a cada encontro com Melissa eu sentia como se estivéssemos destinados a nos encontrar naquela noite de Ano-Novo. Como se o universo tivesse conspirado para nos levar até aquele momento.
E os fãs podem se orgulhar ao adquirirem a obra. É que parte dos direitos autorais deste livro será doada para instituições ligadas à esclerose lateral amiotrófica (ELA). As doações, que contam com o apoio da Verus Editora e do Grupo Editorial Record, irão para o Instituto Paulo Gontijo e a Associação Regional de Esclerose Lateral Amiotrófica (ARELA-RS). Os leitores de O Garoto do Cachecol Vermelho também continuam contribuindo para a Associação Brasileira de Esclerose Lateral Amiotrófica (ABRELA).


Ficha técnica
ISBN: 9999097354145
Formato: 16X23
Número de páginas:
 182
Preço: R$ 29,90

Sobre a autora: Viver em um mundo cercado de magia – esse sempre foi o sonho de Ana Beatriz Brandão. Ela descobriu que era possível tornar isso realidade através da leitura quando conheceu O Pequeno Príncipe, aos cinco anos de idade.Targaryen, potterhead, narniana, semideusa e tributo, Ana vive muitas aventuras todos os dias. Aos treze anos, descobriu que contar histórias era sua paixão e desde então escreveu diversos livros, entre eles O Garoto do Cachecol Vermelho, Sombra de um anjo e Caçadores de almas. Seu maior sonho é poder continuar contando suas histórias para todos aqueles que, como ela, acreditam que os livros são a melhor forma de tocar o coração das pessoas e mudar suas vidas.

#Poddultura #SandraCamillo



61 ações para conhecer e nunca esquecer da criança interior



Camila Piva convida a garotada a eternizar os seus sonhos para que tenham a possibilidade de conhecer a si próprio após 10 anos

Em busca do autoconhecimento, Camila Piva resgata sua criança interior e produz uma obra interativa e lúdica para os pequenos. Viva Este Livro tem o intuito de ajudar o mini leitor a enxergar dentro de si mesmo e conhecer os seus sonhos mais reais.
Com os mais diversos cursos sobre autoconhecimento, Camila aprendeu a instigar o autoquestionamento e, nesta obra, faz com que as crianças escrevam tudo aquilo que as fazem felizes. A intenção é guardar o livro e abrí-lo somente 10 anos depois e, assim, o pequeno irá resgatar informações valiosas sobre o seu universo pessoal.
O primeiro passo do livro é criar um lema, ou usar algum que já exista mas que represente a mensagem que pequeno leitor gostaria de seguir e transmitir, este lema é resgatado em outras atividades durante o livro e é a porta de entrada para a questão: afinal de contas, quem sou e o que quero?
De forma lúdica, Camila produziu uma cápsula do tempo em que as crianças poderão ter experiências transformadoras durante a interação com o livro. E, quando reabrí-lo, daqui há 10 anos, terão a oportunidade de despertar a sua criança interior, relembrando tudo que estará guardado ali.
Dentre as 61 ações, a empresária de comunicação e designer, mostra diversas formas de definir conscientemente seus os objetivos. Trabalha a valorização da personalidade, a criatividade  e propõe alguns exercícios que podem ser utilizados para construir um estado emocional mais forte. 
Título: Viva esse livro!
Autor: Camila PivaISBN: 9788538077046
Formato: 17 x 24Páginas: 128
Preço: R$ 29,90
SOBRE A AUTORA:
Camila Piva – nascida em São Paulo, autora, designer, empresária e estudante de Filosofia. Atualmente mora em Santana de Parnaíba com seu marido e sua  gata (Craco). Ama livros e admira pessoas que acreditam no inacreditável. Tem como missão viver a vida de uma maneira leve e criativa, manifestando suas ideias e ideais com delicadeza pelo mundo. Acredita que todos nós somos Únicos Especiais! Não existe no mundo sequer uma única pessoa igual a outra. Todas as pessoas são Exclusivas Únicas, e por isso sempre temos algo de Especial para somar no mundo. Para ela, a Vida  é como um sonho, talvez um grande game simulador em que a gente aprende jogando. O objetivo é aprendizado e compartilhamento. O equilíbrio entre o dar e o receber.


#Podcultura  #SandraCamillo