21 de mar de 2018

I Anima Ceará abre inscrições para curtas-metragens brasileiros



Festival gratuito que acontece de 23 a 26 de maio traz exibições e debates sobre a animação nacional em diversas plataformas: Cinema, TV, Games e Web

De 20 de março a 20 de abril estão abertas as inscrições para o I Anima Ceará – Festival Nordestino de Cinema de Animação, Games e Web, que acontecerá no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura entre os dias 23 e 26 de maio de 2018. Podem ser inscritos filmes brasileiros com duração de até 25 minutos, realizados a partir de janeiro de 2017. No site www.animafestival.com.br estão disponíveis o regulamento e o formulário de inscrições, que são gratuitas e somente online. Não há limite para o número de filmes concorrentes de cada participante.
O Festival surge para levar parte significativa da produção de animação brasileira ao público e profissionais cearenses, visando a inter-relação entre os produtores e realizadores brasileiros e a promoção de novos talentos na área da animação game e novas mídias, em especial das regiões CONNE (Centro Oeste, Norte e Nordeste). A ideia é também revelar a potência da animação nordestina e dialogar com a ascensão dos espaços da animação brasileira internamente e ao redor do mundo. Cada vez mais, esses espaços são expandidos, como a intensa produção da animação para TV, games e aplicativos móveis.
Os filmes selecionados vão compor a Mostra Brasileira de Curtas-Metragens de Animação, que foi pensada para promover um panorama geral dos temas discutidos, técnicas e demandas da produção nacional, proporcionando uma compreensão maior sobre os caminhos que a animação brasileira está trilhando e se desafiando no imaginativo e popular recorte do cinema. Podem participar trabalhos de curta-metragem realizados em qualquer técnica de animação, em quaisquer suportes de captação desde que em Full HD, sem restrição de tema ou gênero. A lista dos selecionados será divulgada até o dia 30 de abril.
PREMIAÇÃO
Toda a programação terá acesso gratuito e as exibições acontecerão nos três primeiros dias do Anima Ceará. Na noite de encerramento, o Júri da Mostra Brasileira de Curta-Metragem concederá o Troféu ANIMA CEARÁ nas seguintes categorias: Melhor Curta-metragem; Melhor Roteiro; Melhor Produção CONNE; Melhor Trilha Sonora; Melhor produção com temática nordestina - Prêmio de R$ 5.000,00 (cinco mil reais).
WORKSHOPS E MESAS REDONDAS
Além das exibições, o I Anima Ceará traz workshops e mesas redondas. Ao promover todas essas ações, o festival não busca somente exibir trabalhos finalizados, mas também discutir suas produções sob perspectivas de mercado, de público e de valorização da linguagem como uma expressão única e tão fértil quanto a imaginação. Dos filmes e games feitos artesanalmente em 2D às animações totalmente integradas com os benefícios da tecnologia, a animação se permite ganhar diferentes espaços de diálogos.
I Anima Ceará – Festival Nordestino de Cinema de Animação, Games e Web é uma promoção da Universidade Federal do Ceará (UFC), através do Núcleo de Cinema de Animação da Casa Amarela Eusélio Oliveira. Apoio institucional: Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura, por meio do X Edital Mecenas do Ceará. Patrocínio VIP do Beach Park Studios. Parceria: Associação Cultural Cine Ceará, CONNE (Conexão Audiovisual Centro-Oeste, Norte e Nordeste) e Câmara Setorial do Audiovisual. Realização: Parabelum Produções e Fórum Cearense de Animação. Agradecimento: Enel Distribuição Ceará.
SERVIÇO
I Anima Ceará – Festival Nordestino de Cinema de Animação, Games e Web -  Inscrições abertas de 20 de março a 20 de abril para filmes brasileiros com duração de até 25 minutos, realizados a partir de janeiro de 2017. Informações: (85) 3366.7772, 3366.7773 eproducaoanimace@gmail.com. Site: www.animafestival.com.br.

FULL THERAPY REÚNE TÉCNICAS CIENTÍFICAS E MILENARES PARA CUIDAR DO CORPO, MENTE E ESPÍRITO

SAÚDE E TERAPIAS INTEGRATIVAS


O sistema terapêutico inclui Terapia Floral e Corporal, Coaching, Programação Neurolinguística, Reiki, Hipnoterapia, Constelação Familiar, entre outras.

Uma linha terapêutica completa foi criada pela cientista e Phd em Plantas Medicinais, Dra. Fúlvia Maria e tem trazido excelentes resultados para dores físicas, emocionais, bloqueios e traumas. Trata-se da Full Therapy, que surgiu com a missão de propagar e promover o bem-estar por meio de tratamentos, cursos e treinamentos.

A Full Therapy reúne a filosofia oriental com o conhecimento científico para tratamento por meio de Terapias Florais e Corporais, Coaching, Programação Neurolinguística, Reiki, Hipnoterapia, Constelação Familiar, entre outras.

De acordo com a Dra. Fúlvia Maria, o conceito da Full Therapy pode ser comparado a um vaso intacto, como somos ao nascer. Com o passar dos anos esse vaso pode ser quebrado ou trincado por experiências dolorosas. “A Full Therapy se propõe a juntar as partes quebradas, como na tradição Kintsukuroi, que une a porcelana quebrada com o Ouro, para que as feridas sejam valorizadas, passando de um vaso quebrado para uma obra de arte”, explica.

Este conjunto de técnicas milenares e modernas, com aplicação sem traumas e resultados assertivos foi desenvolvido após mais de 15 anos de experiência. “A Full Therapy é resultado de uma trajetória de vida, em que sempre busquei os conhecimentos da natureza, combinando filosofia tradicional com o embasamento científico. A proposta é contribuir para promover o autoconhecimento e a autocura”, explica Dra. Fúlvia.

Hoje, Dra. Fúlvia é considerada uma referência na integração de ciência e terapias complementares, que por meio de uma leitura corporal do cliente e aspectos de sua postura e fisionomia, consegue identificar e tratar os bloqueios e dificuldades emocionais, traumas, dores físicas, emagrecimento, problemas de pele, dificuldade para parar de fumar, entre outros.

CONHEÇA AS PRINCIPAIS TÉCNICAS UTILIZADAS NA FULL THERAPY:

·                    TERAPIA FLORAL F-CORE: as Gotas Licorosas F-Core nasceram da necessidade de aproximar a terapia floral aos mais racionais, deixando a intuição em segundo plano, trazendo o conhecimento científico como foco principal. As essências foram criadas, catalogadas e sistematizadas pela Dra. Fúlvia em seu jardim agroecológico, com a potencialidade da água diamante e um licor especial de cerejas selvagens, que de imediato aquece e conforta o coração, abrindo e ativando o Chakra Cardíaco. “A terapia floral age por um mecanismo vibracional. Cada flor tem uma vibração única, onde o seu modo de crescimento e permanência na terra nos diz sobre a lição a ser aprendida”, relata.

As Gotas Licorosas  F-Core, num primeiro momento ativam e equilibram o Chakra Cardíaco, potencializando a bondade e gratidão, adoçando o coração ácido, graças ao seu elemento fogo, pelo exclusivo licor de cereja selvagem, e com as essências florais, acrescenta a vibração necessária a cada dissolução de padrão energético-comportamental.  A linha F-Core é adquirida de forma consciente pelo cliente, sendo a emoção individual ou o tratamento completo. Cada um escolhe o que melhor lhe chama a atenção. Os kits de Tratamento, são indicados para as mais diversas necessidades: “Combatendo a Insônia”, “Despertar da Alegria”, “Despertar do Coração e Alinhamento Energético”, “Libertação de Vícios”, “Liberando Traumas”, “Mantendo a Boa Forma”, entre outros. Os Kits de Tratamento podem ser encontrados e adquiridos pela Internet:http://floralfcore.com 

·                    COACHING: em inglês, o termo coach significa treinador. Neste sentido, o Coaching é um trabalho realizado para atingir objetivos definidos. “Quando o cliente precisa de foco para decisões importantes na vida, como a escolha da profissão, emagrecer, o que fazer após a aposentadoria, ou seja, decisões para o futuro, o Coaching é um dos aliados mais eficazes”, explica.  O trabalho é realizado por meio de reflexões, análise das ações, identificação de talentos, reconhecendo e superando crenças limitantes. O Coaching é sistematizado por meio de planos de ações, com prazos pré-estabelecidos a fim de que a pessoa tenha controle de seus passos para autorealização.

·                    REIKI: tradicional método japonês de cura e equilíbrio energético por meio da imposição das mãos, que significa a consciência superior (REI) e consciência da força vital (KI). A história sobre a origem do Reiki tem diferentes versões, mas a terapia Reikiana foi difundida e popularizada pelo Mestre Mikao Usui e desde então vem sendo uma das técnicas de tratamento mais praticadas em todo o mundo pelos resultados observados no reequilíbrio físico, emocional, mental e espiritual.
 ·                    CONSTELAÇÃO FAMILIAR: técnica criada por Bert Hellinger (psicoterapeuta alemão), que possibilita identificar e eliminar bloqueios do fluxo amoroso de qualquer geração ou membro da família. É uma psicoterapia corporal, que pela idendificação e reconhecimento da desconexão com nosso DNA ancestral, proporciona novas possibilidades de cura para desordens emocionais e corporais.  
 ·                    PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA (PNL): a Programação Neurolinguística (PNL) é um conjunto de técnicas que ajudam a entender e transformar alguns mecanismos internos de cada pessoa por meio da identificação de padrões de linguagem verbal e não-verbal, responsáveis por nossos comportamentos e reações nos mais diversos contextos.  
 ·                    HIPNOTERAPIA:  trabalho terapêutico realizado por meio de hipnose, indicado para diferentes tipos tratamentos, que podem ser de origem física, emocional, psicológica e tem apresentado resultados efetivos.
 ·                    TERAPIA CORPORAL: a terapia corporal realizada pela Dra. Fúlvia Maria é composta por diferentes técnicas que se complementam. Entre elas estão: a Reflexologia (técnica milenar chinesa de massagem, realizada por meio de estímulo de pontos estratégicos); a Holopuntura (estímulos de pontos que resgatam o equilíbrio e harmonização do corpo); a Bionergética (que considera os processos energéticos do corpo físico e emocional) e Jin Shin Jyutsu (harmonização do corpo com os toques das mãos).
Os atendimentos podem ser realizados de forma presencial ou online.
Site/ Blog: http://fulltherapia.com/ 
Youtube: Full Therapia

Tags: #fulltherapy; #fulltherapia; #fcore; #terapiafloral; #floral;  #gotaslicorosas; #recrieseumundo; #despertardaalegria; #combatendoainsonia; #reflexologia; #reiki; #saudeintegrativa.

O REENCONTRO



O REENCONTRO


Uma história de amor e de cura. De dor e de perdão. E, principalmente, de transformação interior!

O livro surpreende ao apresentar uma nova forma de comunicação com o leitor, possibilitando que, por meio do celular, ele acesse mais conteúdos e até mesmo interaja com a autora para discussões sobre o tema.


Você já se apaixonou tão profundamente que tinha certeza de que tinha encontrado sua alma gêmea? A conexão entre vocês era tão forte que talvez tivessem se conhecido em outras vidas? É uma dor lancinante quando esse amor se transforma e o final não é feliz.
Existe uma razão para o abandono quando tudo parece bem? Quando o amor é tão grande que dessa vez você tem certeza de que é para sempre?
Só que nem todos duram “para sempre”.

Escrita por Nathalie Favaron, coach e terapeuta há 11 anos na área do desenvolvimento humano, O Reencontro é uma obra de ficção que combina romance e poesia, cuja proposta vai muito além de contar a história de dois personagens, e sim, apresentar a cura, o caminho para as dores do coração e principalmente a transformação interior de quem a lê.

“Ao longo de nossas vidas, se tivermos sorte, viveremos muitos encontros apaixonantes. Não só românticos, mas de ideais, amizades, projetos em comum e parcerias de trabalho. Só que nem todos duram ‘para sempre’”, destaca a autora.

O processo de separação, após o término de uma união profunda, é dolorido e repleto de mágoas, acusações e a sensação nítida de ficarmos sem rumo. Ao sair de um emprego que amava, por exemplo, podemos ficar atados aos motivos que nos levaram à saída inesperada.  “Mas existe um caminho a ser percorrido e que conduz à saída. Eu mesma percorri uma longa jornada como paciente e terapeuta buscando soluções para as dores emocionais que nos impedem de seguir em frente. Além de entendermos a decepção e passarmos pela raiva, pelo recolhimento, precisamos alimentar nossa alma. É preciso muito autoconhecimento e transformação interior”.

O Reencontro é feito para despertar a sabedoria. Na história, o casal de personagens, o fazendeiro Carlos e a chefe de cozinha Louise, vive esse momento de conexão de vidas e de onde surgirão muitos questionamentos e respostas, perfeitamente comuns a qualquer pessoa. São abordados alguns assuntos polêmicos, como o reencontro de almas; levanta discussões sobre a moralidade do adultério; fala de homens, mulheres e amores de verdade; questiona sobre misturar negócios e relacionamentos; sobre sonhar e renunciar aos seus sonhos em nome da nobreza da obrigação.

Um dos destaques deste trabalho é que, ao iniciar cada capítulo, o leitor é presentado com poesias narradas pela autora e reflexões do livro. “Quisemos trazer uma forma diferenciada de interação com o público, por meio de combinação de mídias, que é poder acessar os áudios, via tablet, celular etc, a cada QRCode e link que abrirem os capítulos, servindo como um portal para a experiência com O Reencontro. Nessa troca, será possível ainda ampliar o contato via redes sociais e site para compartilhar histórias pessoais, possibilitando, efetivamente, que façam um trabalho de autoconhecimento e transformação, encontrando as respostas que precisam”, finaliza Nathalie Favaron.

Sobre a autora:
Coach formada em Coaching Generativo, Coaching Integrativo, Coaching Estrutural, Coaching com PNL, Evolutionary Coaching certificada pela ECA – European Coaching Association e ICI (International Coaching Institutes).
Terapeuta Sistêmica, formada com os melhores mestres em Constelações Sistêmicas Familiares e Organizacionais, pela Hoffmann & Partners da Alemanha e Metaforum Internacional. Especializada em Constelações Individuais.
Hipnoterapeuta Avançada certificada pela American Board of Hypnotherapy, International Hipnosis Association.
Certificada em Psicologia Positiva e Resolução Neuro-Biológica de Traumas.
Palestrante e escritora sobre autoconhecimento e dinâmicas familiares desde 2007.
Com 20 anos de experiência em empresas multinacionais e nacionais, com foco em Marketing e Pesquisa, há 11 anos dedicada ao Desenvolvimento Humano através do Coaching e das Constelações, Nathalie é graduada em Administração de Empresas e Sócia Diretora do Espaço Lumiere de Treinamento.

Informações Técnicas
Título: O Reencontro
Subtítulo: Neste romance misterioso e proibido existe um
caminho para a cura das dores do seu coração
Autor: Nathalie Favaron
Páginas: 134
Preço de capa: R$ 22,22 (ebook Amazon) R$ 44,90 (no site www.oreencontro.online, com frete incluso). 

15 sinais para identificar uma pessoa depressiva

*Por Dr. Odair Comin
Três anos atrás nascia no Brasil o Projeto Janeiro Branco com o principal objetivo de gerar nas pessoas uma reflexão sobre o comprometimento com a própria saúde mental para enfim alcançar uma vida mais feliz para si mesmas.
Nesse primeiro mês de 2017, a Campanha tem ganhado notoriedade nas redes sociais por meio de uma corrente que começa pela frase: “Minha porta está sempre aberta a qualquer um dos meus amigos que precise conversar”. De fato, estender a mão para um amigo, convidá-lo para tomar um refrigerante, comer um lanche na padaria da esquina, se esbaldar em uma panela de brigadeiro e dar o ombro amigo é muito importante, mas o acompanhamento profissional também é imprescindível.
Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde, a OMS, cerca de 121 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de depressão. Além disso, a Organização projeta que em 2030 a depressão será o mal mais prevalente do planeta, à frente do câncer.
Ceder o ombro amigo, notar o próximo e instruí-lo é uma boa forma de combater números tão alarmantes. Veja alguns sinais apresentados por pessoas depressivas:
  1. Sempre acorda sem energia pela manhã;
  2. Costuma ter pensamentos negativos em excesso;
  3. Nunca se sente feliz;
  4. Não tem vontade de iniciar as atividades do dia a dia;
  5. Sempre se sente ou apresenta-se apático;
  6. Tem pensamentos negativos quanto ao futuro;
  7. O mundo não parece um lugar acolhedor;
  8. Não costuma fazer planos;
  9. O sistema imunológico é frágil e a pessoa constantemente está doente;
  10. Sente vontade de se isolar ou se isola com frequência;
  11. É pessimista;
  12. Sente-se rejeitado com frequência;  
  13. Sente-se culpado por situações corriqueiras;
  14. A mudança é amedrontadora;
  15. Está constantemente esgotado mentalmente.
Se você ou algum amigo próximo apresenta metade ou mais dos sintomas descritos acima, possivelmente está sofrendo de depressão e ela, muito provavelmente, está afetando sua vida pessoal, social e profissional, além dos relacionamentos.
A depressão é uma doença que tem tratamento, que deve ser feito com acompanhamento de um médico psiquiatra e um psicólogo, e pode ser controlada a fim do paciente ter uma vida social ativa e comum.
Além disso, outros tipos de terapias alternativas são importantes no apoio ao tratamento convencional, como por exemplo sessões de autoconhecimento e áudios terapêuticos online.
Os transtornos mentais são difíceis de serem diagnosticados por não deixarem marcas aparentes e por, constantemente, serem confundidos com uma tristeza comum, mas é uma questão de saúde pública termos nossos olhares mais apurados a fim de estender a mão àqueles que precisam efetivamente de um ombro amigo, de ajuda e acompanhamento profissional.
*Doutor Odair Comin é psicólogo e fundador da Pantrus, plataforma online de conteúdos terapêuticos em áudio. Saiba mais em: pantrus.com 

Ney Latorraca, o homenageado da noite, relembrou alguns de seus melhores momentos nos palcos São Paulo, 20 de março de 2018 – Os espetáculos “Refluxo” e “Grande Sertão: Veredas” foram os mais premiados da 30ª edição do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo. O primeiro ficou com os troféus de Autor e Cenário, para Angela Ribeiro e Eric Lenate, respectivamente. Já o espetáculo que traz uma adaptação do romance de Guimarães Rosa foi contemplado com os prêmios de Direção, para Bia Lessa, e de melhor Ator, para Caio Blat. Ilana Kaplan, que levou o troféu de melhor atriz pela comédia “Baixa terapia, uma comédia no divã”, ressaltou a longevidade da premiação e a importância da iniciativa da Shell e enalteceu o trabalho das colegas que disputaram na mesma categoria que ela. “Esse prêmio é para todo mundo que faz comédia no Brasil. Normalmente, a comédia é subestimada na hora de premiar”, disse. Homenagens A atriz Cláudia Ohana era só felicidade ao falar de Ney Latorraca, homenageado desta edição e com quem dividiu os palcos recentemente em “Vamp, o Musical”. No telão, fotos de alguns dos trabalhos mais marcantes do ator como “Entre quatro paredes”, “Othelo”, “Capitanias Hereditárias” e “Irma Vap”. “Eu sempre representei para sobreviver”, contou Latorraca. Outra homenageada da noite foi a vereadora carioca Marielle Franco. O ator Caio Blat e Angela Ribeiro, vencedora na categoria Autor, dedicaram seus prêmios a Marielle, que faleceu na última semana, no Rio de Janeiro. Sobre o Prêmio O prêmio, que consagra artistas e técnicos que se destacaram nos palcos do Rio de Janeiro no último ano, é dividido em nove categorias: autor, diretor, ator, atriz, cenário, iluminação, música, figurino e inovação. Os vencedores de cada categoria receberão uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni, com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil. Com três décadas de história, o Prêmio Shell de Teatro é referência nos palcos brasileiros. Em cada edição do prêmio são divulgadas duas listas de indicados ao longo do ano, com as peças que estrearam no primeiro e segundo semestres. O júri de São Paulo é comporto por Evaristo Martins de Azevedo, Lucia Camargo, Luiz Amorim, Maria Luisa Barsanelli e Renata Melo. Veja a lista completa dos vencedores da 30ª edição do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo: Autor: Angela Ribeiro por “Refluxo” Direção: Bia Lessa por “Grande Sertão: Veredas” Ator: Caio Blat por “Grande Sertão: Veredas” Atriz: Ilana Kaplan por “Baixa terapia, uma comédia no divã” Cenário: Eric Lenate por “Refluxo” Figurino: Ronaldo Fraga por “A Visita da Velha Senhora” Iluminação: Wagner Pinto por “Dilúvio” Música: Marcelo Pellegrini por “Pagliacci” Inovação: “Grupo XIX de Teatro” pela manutenção da sede na Vila Maria Zélia, na Zona Leste, e parceria com artistas de áreas diversas.



Ney Latorraca, o homenageado da noite, relembrou alguns de seus melhores
momentos nos palcos
 Os espetáculos “Refluxo” e “Grande Sertão: Veredas” foram os mais premiados da 30ª edição do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo. O primeiro ficou com os troféus de Autor e Cenário, para Angela Ribeiro e Eric Lenate, respectivamente. Já o espetáculo que traz uma adaptação do romance de Guimarães Rosa foi contemplado com os prêmios de Direção, para Bia Lessa, e de melhor Ator, para Caio Blat.

Ilana Kaplan, que levou o troféu de melhor atriz pela comédia “Baixa terapia, uma comédia no divã”, ressaltou a longevidade da premiação e a importância da iniciativa da Shell e enalteceu o trabalho das colegas que disputaram na mesma categoria que ela. “Esse prêmio é para todo mundo que faz comédia no Brasil. Normalmente, a comédia é subestimada na hora de premiar”, disse.

Homenagens

A atriz Cláudia Ohana era só felicidade ao falar de Ney Latorraca, homenageado desta edição e com quem dividiu os palcos recentemente em “Vamp, o Musical”. No telão, fotos de alguns dos trabalhos mais marcantes do ator como “Entre quatro paredes”, “Othelo”, “Capitanias Hereditárias” e “Irma Vap”. “Eu sempre representei para sobreviver”, contou Latorraca.

Outra homenageada da noite foi a vereadora carioca Marielle Franco. O ator Caio Blat e Angela Ribeiro, vencedora na categoria Autor, dedicaram seus prêmios a Marielle, que faleceu na última semana, no Rio de Janeiro.  

Sobre o Prêmio

O prêmio, que consagra artistas e técnicos que se destacaram nos palcos do Rio de Janeiro no último ano, é dividido em nove categorias: autor, diretor, ator, atriz, cenário, iluminação, música, figurino e inovação. Os vencedores de cada categoria receberão uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni, com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil.

Com três décadas de história, o Prêmio Shell de Teatro é referência nos palcos brasileiros. Em cada edição do prêmio são divulgadas duas listas de indicados ao longo do ano, com as peças que estrearam no primeiro e segundo semestres. O júri de São Paulo é comporto por Evaristo Martins de Azevedo, Lucia Camargo, Luiz Amorim, Maria Luisa Barsanelli e Renata Melo. 

Veja a lista completa dos vencedores da 30ª edição do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo:

Autor:
Angela Ribeiro por “Refluxo” 
Direção:
Bia Lessa por “Grande Sertão: Veredas”
Ator:
Caio Blat por “Grande Sertão: Veredas”
Atriz:
Ilana Kaplan por “Baixa terapia, uma comédia no divã”

Cenário:
Eric Lenate por “Refluxo”
Figurino:
Ronaldo Fraga por “A Visita da Velha Senhora”
Iluminação:
Wagner Pinto por “Dilúvio”

Música:
Marcelo Pellegrini por “Pagliacci”
Inovação:
“Grupo XIX de Teatro” pela manutenção da sede na Vila Maria Zélia, na Zona Leste, e parceria com artistas de áreas diversas.

Dia Internacional do Livro Infantil: sugestões de leitura para os pequenos

O Dia Internacional do Livro Infantil é celebrado anualmente no dia 2 de abril. A comemoração tem o propósito de incentivar e conscientizar as pessoas sobre a importância da literatura infantil para a formação dos pequenos leitores. Além de notável ferramenta para a formação de jovens, as obras também disseminam valores éticos e morais.
Para celebrar essa data pra lá de especial, a Editora Boa Nova separou 5 sugestões que passam valiosas lições para os pequenos leitores:



- Cabeça de Melão e Cabeça de Abacate:
Ficha técnica – Autor: Cleber Galhardi – Gênero: Infanto-juvenil – Páginas: 28 – Preço: R$10,90 – Dimensão: 27x27 cm
Sinopse: Este livro fala de dois amigos inseparáveis que encontram um cachorro. A disputa pelo amor do animal faz com que acabem se desentendendo e quase dá fim à vida do bichinho que encontraram. Veja nesta história como esses dois amigos, Cabeça de Melão e Cabeça de Abacate, conseguiram se entender e aprender uma valiosa lição: jamais deixamos de receber carinho quando partilhamos o amor daqueles que amamos com outras pessoas.


- A Bolha da Maju:
Ficha técnica – Autor: Karina Picon – Gênero: Infantil – Páginas: 28 – Preço: R$10,90 – Dimensão: 27x27 cm
Sinopse: Você já teve vontade de entrar em uma bolha para se proteger de tudo aquilo que lhe causa dor? Seria realmente ali um lugar confortável e seguro de viver? Como transformar seus medos em coragem, sem precisar entrar numa bolha? Leia “A Bolha de Maju” e faça você também essa incrível descoberta.


- Fervi Por Dentro:
Ficha técnica – Autor: Cleber Galhardi – Gênero: Infanto-juvenil– Páginas: 36– Preço: R$10,90 – Dimensão: 27x27 cm
Sinopse: Aguar é um Anjo Guardião que, de forma leve e divertida, ensina como lidar com uma das mais fortes emoções que temos: a raiva. Valendo-se de palavras “mágicas”, Aguar transmite informações educativas a pais e crianças sobre essa emoção que nos faz “ferver por dentro”, e que é também um recurso indispensável para nosso crescimento interior quando utilizada corretamente.


- O Que é Que o Corpo Humano Tem por Dentro?
Ficha técnica – Autor: Danielle V. M. Carvalho– Gênero: Infanto-juvenil – Páginas: 36– Preço:R$10,90 – Dimensão: 27x27 cm
Sinopse: Coleguinhas que já se divertiram juntas em O que é que o corpo humano tem? Flor e Miga agora põem roupa de mergulho para ir fundo em uma nova lição: pesquisar o corpo humano por dentro! Desde o túnel dos ouvidos até bem depois do escorregador da traqueia, as duas compartilham surpresas e descobrem como funciona essa máquina harmoniosa que é ligada ao espírito de cada um. Opa! Deu até para sentir o corpo formigar, não deu? Então abra este livro e seu coração, mergulhe e desvende: o que é que o corpo humano tem por dentro?


- Albano e o Mistério da Ilha:
Ficha técnica – Autor: Rafael Sanches – Gênero: Infanto-juvenil– Páginas: 28– Preço: R$10,90 – Dimensão: 27x27cm
Sinopse: Albano é um albatroz que vive na Ilha da Boia, um paraíso ecológico. Albano era bom amigo, bom filho, bom aluno, mas não tinha muita habilidade com esportes. Mesmo assim, vivia sendo convidado pelos colegas, que gostavam muito dele, para jogos de futebol, basquete, vôlei... e, como era superdesastrado, acabava passando vergonha. Certo dia, foi aconselhado a inventar um jogo e a brincar com ele, mas fazia isso sempre sozinho. O albatroz, claro, ganhava todas! Porém, chegou o dia em que percebeu a importância das disputas coletivas e de interagir com os outros habitantes da ilha. Então, passou a rever seus conceitos, obtendo novos valores para a sua vida...

Charles Darwin sem cortes


Charles Darwin sem cortes
Edipro lança a maior obra da Biologia, A Origem das Espécies, traduzida a partir da primeira edição, sem alterações do autor após pressões da sociedade do século XIX
O naturalista britânico Charles Darwin produziu uma das maiores obras sobre os enigmas das ciências biológicas: A Origem das Espécies. Aclamada pelos cientistas e condenada pelos criacionistas, nunca mais uma escritura desta temática despertou tantas manifestações. O livro que apresentou a Teoria da Evolução redefiniu para sempre a ciência moderna.
Para contribuir com estudantes, professores de biologia e curiosos, a Edipro lança uma edição do livro traduzida a partir da primeira versão, de 1859. Embora o mercado editorial, tradicionalmente, opte pela sexta publicação (última revisada pelo próprio Darwin), a pioneira está livre de cortes e censuras motivadas pela comunidade científica, pela imprensa e pelo público da época.
A intenção da editora, que se especializa cada vez mais nos clássicos, é resgatar a força dos conceitos iniciais de Darwin – hoje, comprovados pela comunidade científica. E, pela primeira vez em uma edição nacional, o Galo-da-Serra-do-Pará, espécie genuinamente brasileira, foi identificado da forma correta – antes catalogado por Darwin como um exemplar das Guianas.
Para deixar a obra ainda mais atrativa, a edição conta com prefácio, revisão técnica e notas de Nélio Bizzo, uma das maiores autoridades em darwinismo no Brasil. Como exemplo da contribuição do professor da USP, foi relatada a forma correta de classificação das formigas pretas, que, em edições póstumas foram associadas aos escravos africanos por editores colonialistas – o que acabou rendendo acusações de racismo contra o cientista. Admirador da primeira edição da obra, Bizzo – Fellow da Royal Society of Biology de Londres – apresentará palestras sobre a radicalidade das ideias de Darwin em diversos encontros científicos pelo país.
Por fim, o projeto gráfico elegante, em capa dura e estampas douradas no título, tornam esta versão digna de um colecionador, e imprescindível em qualquer biblioteca. Um grande investimento da Edipro, esta nova edição de A Origem das Espécies foi produzida em 2017 como parte das comemorações pelos 40 anos da editora e um presente especialíssimo aos seus leitores.

Ficha técnica:
Editora:
 Edipro
Gênero: Biologia
Preço: R$ 77,90
Tradutor: Daniel Moreira Miranda
ISBN:978-85-521-0015-7
Edição: 1ª edição, 2018
Tamanho: 16x23
Número de páginas: 480

Charles Darwin (1809-1882), naturalista britânico, concebeu uma das maiores contribuições à biologia e à ciência moderna ao formular sua Teoria da Evolução das Espécies – paradigma central dos estudos biológicos. Tendo estudado medicina, teologia, geologia e naturalismo, elaborou sua tese após cinco anos de pesquisa a bordo do navio HMS Beagle, em sua circunavegação pela América do Sul. Desde a infância tinha interesse por colecionar minerais, plantas e insetos. Não demorou para que Darwin se juntasse às sociedades naturalistas estudantis britânicas. Em reconhecimento às suas grandes contribuições à ciência, o naturalista batiza diversas espécies e acidentes geográficos ao redor do mundo, como os montes Darwin, nos Andes, e os tentilhões estudados por ele na ilha de Galápagos, durante a expedição do Beagle, até hoje chamados de tentilhões de Darwin. Foi uma das cinco pessoas não ligadas à família real inglesa que receberam as honras de um funeral de Estado no século XIX.